Future Bass: Conheça os principais DJs dessa sub vertente

Written by on 11 de julho de 2019

O Future Bass é uma sub vertente que surgiu por volta de 2006 no Reino Unido, Estados Unidos, França, Alemanha, Japão, China e Austrália e pode ser facilmente identificado pelo uso de sintetizadores, e para conhecer mais sobre, vamos listar aqui os principais DJs do Future Bass. 

O gênero foi iniciado por Flume e RL Grime e foi popularizado em meados de 2010 por artistas como Mura Masa, Marshmello e Louis the Child. Em 2016 foi o ano que o gênero fez mais sucesso e se tornou conhecido mundialmente. 

Tomando um monte de características do Trap, o Future Bass é descrito como tendo um foco em uma linha de baixo dura com sintetizadores desafinados. As ondas sonoras são frequentemente moduladas usando automação ou oscilação de baixa frequência controlando o corte de um filtro de áudio ou o nível da onda para ajustar o volume da forma de onda (para criar uma “oscilação”).

Suas batidas variam de 130 a 160 por minuto. Além disso, é comum utilizar um aumento gradativo do pitch durante os “risers” (acúmulos pré-gota de ruído branco) e acordes de arpejo, cordas vocais ou vozes. Os tambores consistem em kicks e hi-hats rápidos que são tirados do Trap.

Para conhecer mais sobre o gênero, separamos os 10 principais DJs de Future Bass que são referências nas pistas pelo mundo afora:

Ookay

Nascido em Chula Vista, na Califórnia, Abraham Laguna começou a produzir música eletrônica com pouco mais de 20 anos enquanto frequentava a faculdade comunitária. Inicialmente, sob o nome Leisure, Laguna ganhou uma audiência na House Music. 

Como sua carreira decolou, ele mudou para um estilo de Trap e Future Bass e adotou o novo nome artístico de Ookay. Dessa forma ele vem conseguindo atrair atenção no Beatport e em outros lugares por seus remixes de Congorock, Steve Aoki, Chris Lake, Tony Júnior e outros.

Ele também se juntou ao Diplo para uma reformulação de “You Make Me”, do Avicii, e 2014. Além disso, nesse mesmo ano, ele colaborou no single “Bouncer” com o duo holandês Showtek e lançou seu primeiro EP, Ghost, através do Dim Mak Records, de Steve Aoki.

O single de Ookay, “Thief”, de 2016, provou ser um grande sucesso, alcançando o número 27 na parada Dance / Electronic Digital Songs da Billboard e ganhando milhões de streams digitais.

Whethan

Whethan é o nome do DJ e produtor Ethan Snoreck, de Chicago. Um prodígio eletrônico, a carreira de Snoreck decolou em 2015 quando, aos 16 anos, ele lançou uma faixa no respeitado selo australiano Future Classic. 

No ano seguinte, Whethan foi abordado para remixar faixas de grandes artistas como ZAYN, Ty Dolla $ign e Bastille, enquanto também produzia singles como “Can’t Hide”, “When I’m Down”, “Flux” e uma colaboração com Pavilion e MAX na música “Savage”, que alcançou o número 29 no gráfico da Billboard Dance. 

No início de 2017, ele colaborou com Charli XCX no single “Love Gang”. No ano seguinte, ele se juntou a Dua Lipa para a faixa “High”, da trilha sonora de Cinquenta Tons de Liberdade. Também em 2018, ele lançou o single “Radar”, com HONNE, que apareceu em seu EP de estreia, Life of a Wallflower, vol. 1. Whethan retornou no início de 2019 com “Win You Over”, uma colaboração com Bearson e SOAK. 

Com apenas 20 anos, Whethan coleciona hits e grande colaborações, provando ser uma das influências do Future Bass.

Mura Masa

Mura Masa, nascido Alex Crossan, foi inspirado a se tornar DJ depois de ouvir Hudson Mohawke. Crescendo na pequena ilha de Guernsey, ele descobriu o Ableton Live aos 16 anos e, com apenas 17, ele carregou suas faixas no Soundcloud, como a “Lotus Eater” – com bateria e uma linha de flauta altamente pegajosa – sendo essa escolhida pela UK Radio 1. 

Ele é mais conhecido por sua faixa viral Love$ick – Apresentando os vocais de A$AP Rocky, que é uma faixa clássica de amor que mostra o melhor que o Future Bass e o Hip Hop podem fazer para serem inovadores.

Louis the Child

Louis the Child, duo de Chicago, é formado por Frederic Kennett e Robert Hauldren, apareceu pela primeira vez em 2015, com o lançamento de “It’s Strange”, enquanto eles ainda estavam no ensino médio. Misturando Future Bass com elementos tropicais e vocais contagiantes de K.Flay, foi um sucesso elogiado por Taylor Swift e apareceu na trilha sonora do FIFA 16. 

A partir daí, eles colaboraram com diversas vocalistas femininas diferentes, incluindo Icona Pop (“Weekend”), Caroline Ailin (“Last to Leave“) e Chelsea Cutler (“Slow Down Love“). Chegaram até a co-escrever junto com The Chainsmokers o famoso single “Closer”. Uma de suas faixas mais recentes, “Better Not”, com Wafia, foi um sucesso, conquistando mais de 3,5 milhões de visualizações.

Odesza

O duo ODESZA é composto pelos amigos Harrison Mills e Clayton Knight, também conhecidos como Catacomb kid e BeachesBeaches. Fundado em 2012, seu álbum de estreia, Summer’s Gone, foi aclamado pela crítica na comunidade underground por criar uma atmosfera descontraída e inspirada no chill-hop. 

Eles alcançaram uma enorme quantidade de sucesso desde então, com seus singles nos gráficos da Billboard Dance Chart e até um álbum indicado ao Grammy, o “A Moment Apart”. * A princípio, como muitos artistas desse gênero, eles descobriram sua fama ao compartilhar suas músicas e remixes no SoundCloud, que continua sendo uma parte crucial de levar essa música inspirada na internet para as multidões.

San Holo

O produtor holandês Sander Van Dijck começou estudando produção musical e guitarra na Codarts (Universidade de artes na Holanda). Ele se formou em 2012. Antes de se tornar um conhecido DJ e produtor, ele ensinava crianças a tocar guitarra. Assim, depois de anos trabalhando com bandas, Van Dijck começou a produzir ghosts para DJs. 

Sua produção experimentou um considerável sucesso comercial, o que o levou a criar o nome artístico de San Holo. Foi com o remix de “The Next Episode” do Dr. Dre que apareceu para o mundo, e desde então tem feito inúmeros lançamentos, onde desfoca a linha entre os gêneros EDM na busca da liberdade criativa.

RL Grime

Henry Alfred Steinway, mais conhecido como RL Grime é um DJ e produtor de Los Angeles. Conhecido por muitos com um dos influenciadores do Future Bass ele encontrou uma maneira de conquistar o espaço eletrônico sem comprometer sua identidade e, portanto, evoca uma independência implacável. 

Seu show ao vivo foi celebrado como “uma força inigualável” e foi palco dos maiores festivais em todo o mundo como Coachella e Lollapalooza. Com mais de 100 milhões de plays em suas canções, elogios e capas de revistas, ele rapidamente se tornou o queridinho da música eletrônica.

ILLENIUM

Nicholas Miller, nascido em Denver, Estados Unidos. Mais conhecido por seu nome artístico ILLENIUM, conquistou os corações de aficionados por dance music em todo o mundo, através de seus remixes cativantes e fascinantes produções originais. Ao mesmo tempo que existe uma infinidade de produtores de Future Bass em cena, ILLENIUM se destacou com sua capacidade incomparável de criar experiências emocionais imersivas. 

Exibindo uma aptidão para criar arranjos auditivos que variam em estilo, beleza, complexidade e profundidade emocional, o impecável design de som de ILLENIUM o estabeleceu como um dos melhores produtores da cena. Além disso, suas tracks ganham vida em seu show ao vivo, incorporando teclados, pads de bateria, iluminação e visuais de ponta, que combinam para criar uma experiência imersiva.

Suas performances de estreia “Awake Live” ao longo de 2017 cativaram o público em todo o mundo e esgotaram alguns dos mais renomados locais. O lançamento de seu segundo álbum de estúdio aclamado pela crítica, Awake, foi listado nos 10 Melhores Dance / Álbuns Eletrônicos de 2017 da Billboard. 

Com mais de 100 milhões de streams e o número um no iTunes Electronic Dance Charts em 12 países, o LP é um dos projetos mais impressionantes de ILLENIUM até agora. Seu remix de ‘Say It’, de Flume, lhe rendeu um prêmio de música eletrônica para melhor remix do ano e, em 2017, ele ultrapassou a marca de um bilhão de streams em sua discografia. Além de vender a maioria de sua turnê de estreia ao vivo e sua recente turnê pela Ásia, Nick Miller prova todo seu talento em todas suas músicas.

Flume

Nenhuma seleção dos melhores artistas do Future Bass está completo sem Flume, que é visto por muitos como um padrinho do gênero. Ele nasceu em Sydney e começou a produzir música a partir dos 13 anos de idade. Crucial para seu sucesso foi um projeto da estação de rádio nacional para encontrar novas músicas, quando ele carregou sua música “Possum“, ele de repente recebeu muitas rádios e foi contratado pela Future Classic. 

Desde então, vêm se consolidando como um dos grandes nomes do Future Bass e um excelente produtor, com faixas marcantes e que fogem do padrão. Além de tudo já recebeu diversos prêmios, como o Grammy de melhor álbum de música eletrônica em 2017. Assim como na maioria de suas produções, as melodias são viciantes e o vocal é maravilhoso. Podemos notar isso no remix que impulsionou o gênero:

Marshmello

O DJ americano Marshmello é considerado um dos DJs que mais crescem no mundo. Ele ganhou o prêmio da DJ Mag pela mais alta nova entrada no top 100 DJs de 2016. Hoje ocupa o 10° lugar. Chegou à fama lançando músicas no Soundcloud, incluindo “Find Me”, que foi republicado pelo Skrillex. 

Desde então sua identidade continua sendo um mistério. Lançou em 2016 seu primeiro álbum, “Joytime”, que alcançou o número cinco na Billboard Dance / Electronic Albums. Seu álbum de acompanhamento Joytime II continuou este tema. Seu som é muito maleável, com foco no Future Bass, mas também flertando com outros gêneros, geralmente dentro da mesma faixa.

É atualmente o recordista de mais semanas em primeiro lugar no gráfico da Billboard Dance / Electronic Songs, com o single “Happier”, que já ultrapassa sua 41ª semana no topo. Recentemente lançou seu terceiro álbum chamado “Joytime III”. Para sua melhor faixa, mais antológica, recomendamos que você ouça o single “Alone” de 2016.

Curtiu conhecer um pouco mais sobre os principais Djs do Future Bass? Então comente aqui qual o seu favorito!

Tagged as

Current track

Title

Artist