via Reprodução

12 músicas marcantes de House dos anos 90

Última atualização:

A House Music moldou as pistas de dança. Ela foi fator determinante para a música eletrônica que conhecemos hoje.

Ainda nos anos 90, o House sofreu influência de diversos gêneros Afro-Americanos e Europeus, moldando a sonoridade que conhecemos atualmente, e aqui listamos algumas das tracks mais marcantes desta década na House Music. 

E pra acompanhar a matéria em bom estilo, dê o play em cada track aqui mencionadas e faça vibez!

Ultra Naté: “Free” (1997)

Ultra Naté é uma DJ, cantora, compositora e produtora norte-americana que entre diversas faixas se destacou com “Free”, uma de suas tracks mais marcantes e com uma sonoridade surpreendente mesmo 20 anos após seu lançamento.

Na track de 1998,  se fundem numa só sonoridade o vocal marcante de R&B da artista, o clássico ritmo do House, graves dignos das pistas de dança e linhas de guitarra de Rock, junção criativa que faz desta, uma faixa única. 

Muito além disso, porém, a faixa tem uma mensagem profunda e que seria importante mais de duas décadas à frente. 

Em 2021, enquanto dávamos os primeiros passos para a volta da socialização, a track de Ultra Naté se tornou um símbolo de liberdade, sendo considerada o hino do mundo pós-pandêmico, sendo tocada nos primeiros eventos de teste, ainda durante o isolamento.

Stardust: “Music Sounds Better With You” (1998)

A faixa “Music Sounds Better With You” é um clássico que ganhou grande destaque quando foi lançada, em 1998, chegando à segunda posição nas paradas inglesas.

Com um ar alto astral e revigorante, a track de French House é marcante até hoje, e conta com uma pessoa influente na história da música: Thomas Bangalter, que além de fazer parte do trio Stardust,também compôs metade em uma das duplas mais famosas da música eletrônica, o Daft Punk.

Nightcrawlers: “Push the Feeling On (MK Dub of Doom)” (1992)

Mesmo após 30 anos de lançamento, essa track continua sendo muito ouvida através de suas diferentes versões. 

Lançado em 1992, o disco que continha o single “Push The Feeling On” contava com os lados A, a track original, e o B, uma versão remixada pelo DJ Mark Kinchen.

Se destacando muito mais do que a faixa original e se tornando febre nas pistas europeias, este remix de Mark Kinchen foi a versão que de fato bombou, e que em 1994 seria re-lançado como um single.

O sucesso da faixa não parou mais, com remixes lançados em 2003, 2007, além de versões em 2014 e 2017.

Everything But the Girl: “Missing (Todd Terry Remix)” (1995)

Everything But the Girl foi um duo de música pop alternativo que subitamente chegou ao topo das paradas inglesas, inglesas e alemãs, atingindo números que até então não tinham visto.

Isto aconteceu numa versão de seu single “Missing”, remixada por Todd Terry, em que conseguiu até mesmo superar a versão original.

Crystal Waters: “Gypsy Woman (She’s Homeless)” (1991)

“Gypsy Woman”, de Crystal Waters, é um dos grandes clássicos do House nesta lista. Facilmente reconhecida pelo seu refrão chiclete ”La Da Dee La Da Da”, a track é uma das mais revisitadas, com remixes e repaginações. 

Crystal Waters era formada em negócios e ciência da computação, porém não escapou da veia artística latente em sua família e seguiu o caminho da música.

Junto de Neal Conway, Waters originalmente escreveu a letra da música para a cantora Ultra Naté, porém ao gravar a demo da música por conta própria com sua voz, criou uma versão tão boa que se tornou a original, dando assim vida ao grande clássico que é “Gipsy Woman”.

Daft Punk: “Around the World” (1997)

Essa que eu arrisco classificar como uma das tracks mais icônicas da história da música, foi lançada em 1997 pela até então recente dupla Daft Punk.

“Around The World” foi lançada em 1997, sendo um single do primeiro álbum da dupla, mostrando à que veio Daft Punk:

A música atingiu a primeira colocação nas paradas Americanas, Canadenses e Inglesas e foi sucesso absoluto nos clubes ao redor do mundo, mostrando-se versátil e atemporal, assim como a própria dupla.

CeCe Peniston: “Finally” (1992)

Logo em seu primeiro lançamento, CeCe Peninston produziu sua obra de maior sucesso. 

A track “Finally”, primeiro single da cantora e compositora americana, se destacou chegando ao topo das paradas americanas, e logo foi remixada, passando também a bombar nas paradas inglesas. 

O vocal cativante e a track energética tem um groove de House que parece até mesmo estar a frente de seu tempo, o que faz desta uma faixa poderosa.

Não à toa, “Finally” dominou as pistas em meados de 2015, com uma versão repaginada de Future House lançada pelos artistas pelos artistas Mr. Belt & Wezol através da Spinnin Records.

Barbara Tucker: “Beautiful People (Underground Network Mix)”(1994)

Barbara Tucker é uma cantora nova-iorquina de House e Soul que colaborou com nomes como David Guetta e com o grupo Blaze.

Diversos de seus lançamentos se destacaram nas paradas mundo afora, como é o exemplo de “Beautiful People”, seu primeiro lançamento, que chegou ao Top 1 das paradas de Dance dos Estados Unidos.

“Beautiful People (Underground Network Mix)” é uma dentre várias versões remixadas da faixa, e fortalece ainda mais a alma da House Music nesta track.

Faithless: “Insomnia” (1995)

A track “Insomnia” é uma das músicas de maior repercussão da banda londrina Faithless. Lançada em 1995, rapidamente atingiu as paradas inglesas e em 1996 foi relançada, atingindo colocações ainda maiores além de aparecer no primeiro álbum do grupo.

Trazendo ao público uma sensação de euforia através de sua construção apoteótica, a faixa se tornou icônica através dos anos. 

Em 2015 a faixa ganhou uma nova roupagem pelas mãos do ícone Avicii, e em 2021 através de Maceo Plex, onde chegou atingiu o topo da plataforma Beatport.

Cassius: “1999” (1999)

Cassius 1999 faz parte do álbum de estréia da dupla francesa Cassius, lançado em 1999 pela Virgin Records.

A faixa inicia o álbum de mesmo nome, com vocais e estrutura repetitiva que se encaixa bem nas pistas de dança e de quebra torna esta uma track memorável.

Paul Johnson: “Get Get Down” (1999)

Com uma linha de vocal que atravessa décadas, a faixa “Get Get Down” de Paul Johnson mostra como o simples é eficaz.

A melodia repetitiva junto do ritmo dançante são acompanhados por um piano digno de House, e esses elementos misturados na medida certa fizeram de “Get Get Down” um dos maiores sucessos do produtor e DJ Paul Johnson.

Ao longo dos anos “Get Down” foi aproveitada em mais de 10 faixas, incluindo duas versões só pela Spinnin Records.

Uma das homenagens mais notáveis à faixa foi no remix de James Hype para “Piece Of Your Heart” em 2019, onde aproveitou para recriar o famoso refrão da faixa de Paul Johnson através dos vocais de Goodboys.

Armand Van Helden: “You Don’t Know Me” (1998)

O DJ e produtor Armand Van Helden juntou com maestria linhas de cordas de orquestra, o vocal de Duane Harden e a batida de House na “Track You Don’t Know Me”, que rapidamente ganhou as rádios mundo afora.

Com um ar energético e quase cinematográfico, através da junção destes elementos pelas mãos de Armand, a track se destacou mundialmente ganhando o caráter de faixa clássica.  

E aí, pra você que viveu essa época, bateu uma saudade? E você que conheceu estas faixas pela primeira vez agora, o que achou? Clique nas reações abaixo se gostou!