Foto por Fabrizio Pepe

Adriano Dub, do Fancy Inc, fala sobre a arte de fazer um warm up perfeito

O warm up é uma ótima escola para DJs, onde se aprende a criar clima, montar o cenário e convidar os fãs para uma viagem inesquecível.

Última atualização:

Tocar em uma pista vazia no início da noite pode parecer chato, mas apenas à primeira vista. Na verdade, o warm up é uma ótima escola para DJs. Afinal, o que é mais desafiador: tocar uma série de sucessos no começo da madrugada ou criar clima, montar o cenário e convidar os fãs para uma viagem inesquecível no mundo da música? 

Mas vamos direto ao ponto. O aquecimento é o início da noite, quando os convidados acabam de chegar ao clube e se acomodam em suas mesas ou no bar. Não há dança acontecendo até agora; o pessoal está socializando, se acomodando e pedindo os primeiros drinques. Eles vão começar a ser atraídos para a pista de dança depois de algumas horas. 

O trabalho do DJ é criar um ambiente agradável e descontraído, conduzindo gentilmente os convidados para a parte principal da noite. Em termos de música, isso significa que durante o aquecimento você não deve tentar impressionar o público com a última seleção dos maiores sucessos (não importa como você gostaria!). Ao mesmo tempo, você não pode ir para o outro extremo e tocar faixas realmente suaves. 

A música que você toca deve ser: 

– Melódica, de preferência com bons vocais; 

– Familiarizada com os convidados;

– Não muito rápida e não muito alta; 

– Com uma linha de baixo rítmica e dançante. 

Lembre-se que seu objetivo é atrair os convidados para a pista de dança do próximo DJ, mas fazê-lo aos poucos, de forma sutil e natural. Por falar em dança: durante o aquecimento, você terá que superar o fato de que raramente verá pessoas na pista de dança durante os shows. 

O máximo com que você pode contar, especialmente no início da noite, é uma ou duas garotas corajosas dançando perto de suas mesas.

No início, não ver ninguém dançar pode deixá-lo muito ansioso. Você pode começar a levar para o lado pessoal (como eu fiz uma vez), ficando nervoso e tentando desesperadamente encontrar a música que as pessoas irão responder. Relaxe. As pessoas simplesmente precisam de tempo para atingir a “massa crítica” (e um certo nível de embriaguez) antes de irem para a pista de dança. Você controla apenas uma parte desse processo. 

Tem mais. Desistir de tentar fazer as pessoas dançarem a todo custo durante um warm up pode ser surpreendentemente libertador. Ao invés de tentar agradar a multidão que não está pronta para entrar na pista de dança, você começa com a música de que realmente gosta – e é exatamente quando os DJs têm seus melhores sets. 

Em particular, o warm up é o melhor momento para alguns velhos sons favoritos. Ou para um disco estranho, que, no entanto, combina bem com o clima. Finalmente, por que não tocar aquela faixa interessante que você simplesmente queria ouvir em um grande sistema de som? 

Conforme o show avança, você vai perceber que as pessoas estão começando a ficar com vontade de dançar. Algumas pistas visuais incluem pessoas batendo os pés, balançando a cabeça com a música, dançando um pouco no caminho entre as mesas. Continue assim, enquanto aumenta a energia das faixas e mantém uma aceleração de tempo muito suave. 

Se você fez tudo certo, as pessoas irão para a pista de dança pouco antes do próximo DJ assumir. Parabenize-se pelo trabalho bem executado e passe o piso quente totalmente pronto para o seu amigo. 

Muitos DJs desprezam o warm up como algo reservado aos novatos, mas requer muita habilidade. A ironia é que os DJs de verdadeiro sucesso, que sabem ler e fazer um ótimo aquecimento, não tocam cedo. Tudo tem um tempo e, até lá, tire o máximo proveito do seu trabalho. Aprenda a se comunicar com as pessoas através da música e a criar uma atmosfera. Tocar em um warm up é uma maneira perfeita de fazer isso.