ClubHouse a nova Rede Social febre do momento entre artistas e profissionais
Imagem via reprodução

ClubHouse: rede social vira febre e agita universo de artistas e profissionais das mais diversas áreas; entenda

Olá meus caros e minhas caras, como estão? Espero que todos estejam bem. Vamos falar sobre a nova rede social febre do momento, o ClubHouse?

Provavelmente você já ouviu falar nessa rede social nos últimos dias, viu bastante gente usando e comentando a respeito. Nesse breve artigo vou comentar um pouquinho sobre as minhas percepções, pontos positivos, negativos e o que eu acho que vai acontecer com o Clubhouse.

Diferente de todas as outras redes sociais relevantes no momento, o Clubhouse é baseado em áudio e não apresenta a possibilidade de texto ou de outras maneiras de comunicação, a única possível é via voz. A rede funciona com “salas de bate-papo” que muitas vezes são norteadas por temas específicos (enquanto escrevo isso estou dentro de uma sala chamada “Resenha – Música Eletrônica) e, assim como nos velhos tempos de
bate-papo UOL e etc, quem quiser pode entrar nessas salas para ouvir os “speakers” falando.

Exatamente esse é um dos pontos mais positivos, a meu ver, dessa rede social, você pode estar na mesma sala que players gigantescos do mercado e se conectar com pessoas que, em condições normais, você não conseguiria se conectar facilmente Networking de altíssimo nível é, provavelmente, o ponto mais forte dessa nova rede, bem como os conteúdos gratuitos de qualidade ímpar. Estão sendo ditas coisas lá que eu nunca
vi em nenhum outro lugar.

O ponto negativo da rede é a segregação, atualmente só podem ter acesso à rede pessoas que possuem smartphones com sistema operacional iOS e, só podem entrar, se receberem convite de pessoas que já estão dentro. Tendo em vista a exclusividade, eu entendo a estratégia de marketing por trás disso, mas pensando em uma relação entre você artista e sua base de fãs, isso pode ser um ponto negativo, pois nem todos seus fãs
poderão estar presentes para uma comunicação mais aprofundada.

Minha visão é que, no momento, sem a menor dúvida a rede social está em muita evidência e o “hype” é real e embasado, a rede é realmente incrível e diferente de tudo que existe por aí, mas acredito que essa efervescência toda não vai durar para sempre, em algum momento as coisas vão esfriar um pouco e toda essa ebulição inicial será amenizada.

Acredito que os conteúdos vão ser diluídos e que os grandes players criem cada um suas próprias salas com sua própria audiência. Esse resfriamento provavelmente vai ser mais evidente uma vez que as coisas “voltarem ao normal” e nossa sede de contato for saciada no mundo físico e não mais no virtual.

Por outro lado, se a entrada de pessoas for facilitada pela inclusão de outros sistemas operacionais, para os artistas isso poderá representar algo bastante benéfico à medida que eles poderão criar salas exclusivas com seus fãs e estreitar laços de maneira bem diferente do que é feito no Instagram, Facebook etc.

Em resumo, o aplicativo é bem interessante e nesse momento está agregando um valor incrível, nos últimos dias passei horas e horas consumindo o conteúdo e se você conseguir um convite, minha sugestão é que você entre.

Um abraço a todos e até breve,
Diogo O’Band.

Meu Carrinho Close (×)

Seu carrinho está vazio
Procurar na Loja