radar vibez gravadora entrevista deep bear scaled
Na imagem, logo Deep Bear

Deep Bear: Gravadora brasileira no #RadarVibez!

Já parou para pensar como funciona uma gravadora? E o que motivou ela a ser criada? Essas e outras perguntas vamos esclarecer nesta nova série de matérias, com direito a entrevistas com os fundadores das gravadoras de maior destaque da cena eletrônica brasileira, no #RadarVibez.

Falamos com Avila, que além de DJ e produtor, é o fundador da “Deep Bear”, gravadora referência de muitas músicas cheias de vibez no Brasil. Leia a entrevista, conheça mais sobre a label e confira algumas dicas infalíveis para ter sucesso ao enviar uma demo!

Quem fundou a gravadora? Quando ela foi inaugurada? O que os inspirou a criá-la?

Deep Bear: A gravadora foi fundada pelo DJ/produtor Avila (com mais de 3 milhões de plays no Spotify, criador do hit “Gangsta Walk”, com Illusionize). A Deep Bear foi fundada no fim de 2016, por percebermos uma necessidade de uma gravadora brasileira para dar oportunidade aos pequenos artistas, e que tivesse um bom alcance, sem a necessidade do artista investir financeiramente no lançamento da sua track.

Levamos em consideração que esses artistas pequenos, que estão começando, normalmente não podem investir um valor alto pra divulgar sua track. Atualmente temos gravadoras que usam essa forma de trabalhar e queríamos fazer um contraponto a isso.

Onde está localizada a gravadora? O que vocês têm feito para fomentar a produção musical e artistas dessa região?

Deep Bear: Somos de Goiânia. Além do fato de abrirmos as portas para pequenos produtores terem sua música exposta no mundo todo, localmente procuramos fazer network entre grandes e pequenos artistas na região, tentamos unir esses artistas através da gravadora para termos uma interação entre eles, o que resulta sempre em gigs e collabs.

Temos também a Deep Bear Live Session, que é a live que criamos para mostrar o trabalho de artistas que lançam músicas com a gente (já participaram desta live artistas como Douth!, Victor Lou, Visage, Huggo, etc). Futuramente, pensamos também em fazer nossa Label Party pela região, com os djs e produtores da gravadora.

Vocês possuem artistas-chave que gostariam de indicar para a galera acompanhar os próximos lançamentos?

Um artista novo que tem lançado suas músicas e que nos chamou atenção pela qualidade e criatividades das suas tracks. Ouça suas músicas no Spotify!

O russo Bugatti, que anteriormente era do projeto Boogie Bitches, tem tracks com bass muito forte e acreditamos muito nele. Tivemos e teremos mais lançamentos dele esse ano. Ouça suas músicas no Spotify!

O carioca que recentemente lançou as tracks “Falling to Pieces” e “Ai Muchacho” é uma das nossas apostas do ano também. Ouça suas músicas no Spotify!

Como é composta a equipe de vocês? 

Deep Bear: Temos 4 colaboradores ao total:

  • Avila (CEO/A&R)
  • André Marianelli (Design/Motion)
  • Nico (Marketing)
  • Leonardo Carvalho (Distribuição & Royalties)

Existe um som/subvertente ou uma ideologia comum que unem seus lançamentos?

Deep Bear: Somos uma gravadora muito flexível e nos adaptamos de acordo com o mercado da música eletrônica. Atualmente trabalhamos com as 5 seguintes principais vertentes/ideologias:

  • “Brazilian Bass” (Bass House/Electro-House)
  • “Desande” (Tech-House/Bass House)
  • Tech House
  • Dance
  • Deep House
Quais são as top 9 tracks lançadas por vocês? 

Deep Bear: Essas são algumas tracks que demonstram bem a cara da Deep Bear Recordings.

1. Sunbreed – My Baby (Atualmente com mais de 1,2 Milhão de plays no Spotify)

2. Eduardo Fahl – I’m Legend

3. Bugatti – Button Bitch

4. João Faria – Ai Muchacho

5. Andrei Rinaldi – Love Got You

6. Cupertino – Like This

7. Proper Vibe – It’s a Vibe

8. Hottime – Back To You

9. Bloud. – Say It Now

Qual é o conselho que vocês têm para dar a quem quer enviar uma demo para vocês?

Deep Bear: Originalidade. Temos visto que muitos produtores tentam imitar algo que já está fazendo sucesso, seja um produtor/DJ ou estilo. Tente fazer algo que você é bom, que, se possível, seja diferente do que todo mundo faz, e tenha foco, mesmo que o estilo seja diferente do que faz sucesso hoje, pode ser que você seja o primeiro a produzir algo que será o próximo sucesso.

Deixe algumas dicas do que um artista NÃO deve fazer na hora de abordar uma gravadora:

Deep Bear: Não atirar para todo lado. Recebemos demos de artistas todos os dias, mandando o mesmo e-mail para dezenas de gravadoras copiadas, normalmente esse tipo de produtor não consegue fechar com nenhuma gravadora relevante. As gravadoras querem algo exclusivo, que aquela track seja feita pensando naquela gravadora e no público dela.

Envie a track somente para uma gravadora e espere, se depois de algumas semanas você não for respondido, ou a gravadora recusar, aí sim você envia pra outra. Jamais mande a mesma música ao mesmo tempo pra mais de uma gravadora. Já aconteceu de um produtor enviar uma track e ao aceitarmos a mesma, ele nos informar que já fechou essa track com outra gravadora. Esse produtor provavelmente nunca irá ter essa mesma oportunidade conosco novamente.

Curtiu conhecer mais sobre a história e as dicas da galera da Deep Bear Recordings? Quer ter a chance de lançar por lá? Envie suas demos somente de tracks originais, em link privado do soundcloud, para o e-mail: [email protected]

CONTINUE CONECTADO COM A DEEP BEAR RECORDINGS

FACEBOOK | INSTAGRAM | SOUNDCLOUD YOUTUBE SPOTIFY