radar vibez gravadora entrevista scaled

Elevation Music Records: Gravadora brasileira no #RadarVibez

TRACK DA SEMANA:


Nada como uma marca criada e pensada para fazer diferente, e fazer bem feito! Conversamos com Renan Tavares e Pedro Mendes, o nosso illustrissimo Illusionize, que são os idealizadores da Elevation Records. Leia a entrevista, conheça mais sobre a história e entenda mais sobre o funcionamento da label!

Quem fundou a gravadora? Quando ela foi inaugurada? O que os inspirou a criá-la?

Renan:​ A Elevation Music Records foi fundada e inaugurada em Julho de 2017. A ideia surgiu progressivamente durante as logísticas dos shows do Illusionize, naquela época era um momento de descontração e criatividade em meio a toda correria que é estar na estrada. Na nossa concepção, a gravadora representa esses bons momentos, além de ser uma ótima oportunidade para estudo do que rola na cena. A inspiração é no bem-estar que a música leva ao público, sem falar na oportunidade de compartilhar o aprendizado com outros artistas.

Onde está localizada a gravadora? O que vocês têm feito para fomentar a produção musical e artistas dessa região?

Renan:​ A mecânica da gravadora é totalmente online, todo processo de trabalho, no que diz respeito à reuniões, planejamento, leitura e assinatura de contratos, financeiro, publicidade, assessoria e marketing acontecem pela internet. E pensando que para a música não existe fronteiras, os artistas que lançam conosco são de todas as partes do país e em breve, do mundo.

É de praxe pra nós incentivarmos os artistas envolvidos com a gravadora a conhecerem melhor seus direitos e como funciona a distribuição das músicas: foi uma forma que encontramos de contribuir com a profissionalização do mercado, manter o artista informado e também compartilhar aprendizados adquiridos nos últimos 3 anos.

Vocês possuem artistas-chave que gostariam de indicar para a galera acompanhar os próximos lançamentos?

Renan:​ Cavallieri e Raiid, é a vibe gostosa e pesada da Elevation, este lançamento sai no próximo V.A. em Outubro, nosso primeiro compilado com artistas internacionais.

Como é composta a equipe de vocês?

Pedro Mendes, como A&R: fica na linha de frente com outros artistas, escuta as demos, convida e faz a seleção do repertório, define os prazos de lançamento junto com a gestão. É uma função que exige responsabilidade com a arte.

Renan Tavares, como label manager e diretor de arte: responsável pela organização dos lançamentos, agenda e interface com outros artistas e colaboradores. Como gestor, cuida da sincronização e licenciamento dos lançamentos. Está sempre estudando novas tecnologias de distribuição, quais plataformas podem atender melhor a gravadora e como o mercado se comporta, acompanhando as associações brasileiras.

Bernardo Schuwanka, da Fabriek, engenheiro de áudio que está com a label desde o início, fica responsável pela mixagem e masterização dos lançamentos.

Marcelo Caruzo, da empresa Re-Agent, colaborador que cuida dos registros e relatórios dos royalties.

Felipe Palermo, responsável pela animação de todo conteúdo da label e está na equipe desde o início.

Welike Digital, com a Mariana e Amanda Godoy, duas profissionais de ponta que fazem a frente de Assessoria de Imprensa com os veículos de comunicação, pensam a melhor forma de estruturar e divulgar os lançamentos junto com a equipe e os artistas.

Felipe Freitas, da Suicide Lemon, uma nova parceria que está chegando na gravadora, fica responsável pela gestão de tráfego pago nas plataformas de rede social.

Qual o processo criativo da gravadora?

Renan: ​Após passar pelo A&R (Pedro), o primeiro contato do artista com a label é através do V.A. (vários artistas) que lançamos 2 vezes ao ano, é o ponto de partida para futuros lançamentos como single, ep e um álbum. Também assinamos campanha com ilustradores, agregando valor aos lançamentos, como aconteceu na compilação “Kick Bass Brazil” com o artista plástico Fernando Molina.

No nosso próximo V.A., que será lançado dia 09 de Outubro, vamos dar espaço e oportunidade para o ilustrador utilizar a Elevation como uma plataforma de exposição de sua arte durante 6 meses, uma vez que não assumimos uma identidade fixa e imutável, gostamos de estar sempre renovando os conceitos, novas possibilidades e tendências.

Ultimamente, estamos reunindo os artistas e sua equipe para discussão de estratégias. É um momento de reflexão, onde realizamos um brainstorming e escutamos todas as ideias, gerindo as possibilidades para dar força na hora do lançamento, geralmente 40-60 dias antes do envio da track para distribuição.

Quais mudanças 2020 trouxe para a gravadora?

Renan: ​2020 está sendo um ano de muitos desafios. A maior preocupação do artista não está mais se o som vai rolar bem na pista, se ele está bem cotado no mercado ou se vende bem no Beatport, está em como irá fazer um pitching junto a playlists, se a música vai ser bem acessada na internet e trazer novos seguidores. Esse movimento abriu um leque de novas empresas, comunidades e pessoas que possuem uma playlist com alto acesso, é um novo mercado que está em alta e estamos abertos a essas adaptações junto a equipe.

Acredito que a maior mudança este ano está no formato de lançamento. Gravadoras que atuam apenas como distribuidoras vão enfrentar uma queda no interesse e procura por parte dos artistas, uma vez que temos ferramentas disponíveis no mercado de distribuição independente. Sentimos que o artista gosta da aproximação da nossa equipe, isso passa um senso de comunidade, um dos valores primordiais da Elevation.

Qual diferencial vocês consideram que a Elevation tem no mercado hoje? 

Renan: ​Entendemos que a label tem que ter uma atuação 360o no lançamento de uma música junto aos artistas. Sendo assim, formamos uma equipe para atender às diversas demandas que um release exige, desde todo entendimento sobre direitos autorais, até estratégias de marketing com tráfego pago e assessoria de imprensa para potencializar o objetivo do lançamento.

Existe um som/subvertente ou uma ideologia comum que unem seus lançamentos? 

Pedro:​ Construímos os lançamentos como se fossem ondas, o que acreditamos ser um fluxo ideal de oscilação entre compilações, singles e eps.

Neste ano, por exemplo, lançamos o V.A. “Kick Bass Brazil Vol. 3” no primeiro semestre e agora vamos lançar o “The Elevation Comp Vol. 1” no dia 09 de outubro, incluindo artistas internacionais no casting.

Acreditamos que trabalhando dessa forma, com duas compilações no ano, temos a possibilidade de trazer artistas novos para a gravadora na mesma frequência. O V.A. é a porta de entrada de qualquer artista para a Elevation e, a partir disso, trabalhamos individualmente esses artistas no decorrer do ano, seja com eps ou singles. Essa é nossa dinâmica de trabalho com lançamentos.

Quais são as top 15 tracks lançadas por vocês?

Pedro​: São tantas tracks boas, que fica quase impossível escolher apenas 15, mas selecionamos aqui músicas que mostram um pouco a miscigenação de estilos da label. 

Para nós, o importante não é o gênero musical, e sim a qualidade e a sensação que aquela música provoca em quem está ouvindo! Se a música faz a gente arrepiar, nós acreditamos e apostamos nela!

Qual é o conselho que vocês têm pra dar pra quem quer enviar uma demo para vocês?

Renan: ​Não enviar a track no e-mail pessoal, via WhatsApp, Instagram ou qualquer rede social. O e-mail demo é sempre melhor acessado, não interfere na programação que o A&R dedica ao projeto. Capriche na escolha de uma boa música e escreva um e-mail objetivo, sem delongas. É preciso que todos entendam que não dá para “furar fila” numa label. Existe um workflow criado para que possamos lidar com todos os artistas de forma singular e isso contribui de forma positiva nesse início de relacionamento.

Deixe algumas dicas do que um artista não deve fazer na hora de abordar uma gravadora:

Renan: ​Não fure filas. Na arte, evitamos as urgências e o primeiro contato é sempre sobre arte.Curtiu conhecer mais sobre a história e as dicas da Elevation? Quer ter a chance de lançar por lá? Envie sua música para ​demos@elevationmusicrecords.com!

SIGA A ELEVATION POR AÍ: INSTAGRAM | SOUNDCLOUD | FACEBOOK | TWITTER