Foto via reprodução

Entendendo o retorno de HARDWELL, por HARDWELL

Última atualização:

Após um hiato de 4 anos, o eleito duas vezes melhor DJ do mundo e intitulado rei do Big Room, Hardwell, retornou aos palcos em março deste ano encerrando o Ultra Music Festival em grande estilo.

Além desta apresentação surpresa, Hardwell nos presenteou com uma nova sonoridade musical e os anúncios de um novo álbum, intitulado “Rebels Never Die”, e uma turnê mundial com passagem marcada para o Brasil.

Porém, mesmo após o impacto causado pelo seu retorno, muito foi especulado sobre o real motivo do afastamento quase total do DJ do grande público e das produções, o que na época foi creditado a morte precoce do amigo Avicii.

Para tirar esta e outras dúvidas, Robbert Van de Corput, ou simplesmente Hardwell, respondeu recentemente a uma série de perguntas enviadas por fãs em uma rede social, das quais os principais trechos você confer a seguir.

Perguntado sobre a inspiração para a evolução sonora apresentada em seus novos singles, Hardwell afirma:

Tudo veio naturalmente. Eu queria criar a música que gostaria de ouvir em um festival, e foi o que fiz. É uma mistura de vários gêneros diferentes, de sons que me inspiraram no meu início como DJ, e é difícil definir o estilo, mas no momento eu chamo de ‘Big Room Techno’.”

Sobre o período que permaneceu longe dos holofotes, ele deixou claro que foi ideal para encontrar um equilíbrio exato entre o pessoal e o profissional.

Encontrar o equilíbrio entre a vida pessoal e as turnês, foi algo fundamental para mim. Estou me sentindo melhor do que nunca, e essa pausa foi incrível pois passei muito tempo ao lado da minha família e amigos.”

Novas e velhas collabs, com Armin Van Buuren, Martin Garrix e Swedish House Mafia, foram abordadas pelos fãs, e Hardwell deixou estar aberto a todas as possibilidades.

Com o Garrix seria ótimo somar nossos estilos e com certeza vamos fazer algo em breve. Com SHM e AVB, adoraria fazer algo com eles,  seria incrível. Vamos aguardar e ver o que o futuro nos reserva.”

Quando questionado se o Big Room realmente morreu, o DJ foi enfático:

Nunca. Ainda me considero um representante do gênero, mas de uma forma mais madura e evoluída. ”

A continuidade da série “Hardwell On Air”, tem seu futuro indefinido, mas ainda há esperança de um retorno em breve.

No momento não pensei nisso. Talvez retorne em um formato diferente em um futuro próximo.”

Sobre a inspiração para continuar fazendo música, e os planos para o futuro, Hardwell usa um tom mais emocional e pondera:

Basicamente tudo na vida me inspira de uma certa maneira. Eu vivo para a música. E para o futuro, além dos projetos já anunciados, eu pretendo viver minha vida ao máximo”.

Hardwell demonstrou que mesmo após ter atingido o ápice da carreira e da pouca idade na época, teve maturidade suficiente para pausar no momento certo, e coragem ao retornar apostando em uma mudança de estilo, mostrando o porquê ainda é uma das maiores referências da música eletrônica.