Prestes a retornar ao Brasil para o Drumcode, na ARCA, Wehbba fala sobre relação com label e remix em collab com Adam Beyer

Última atualização:

Nascido Rodolfo Abrão Wehba, o DJ e produtor brasileiro, hoje residente em Barcelona, criou em sua carreira de quase duas décadas um estilo distinto de produção que tem seu sucesso comprovado por uma lista de colaborações com artistas renomados na cena eletrônica como Laurent Garnier, Danny Tenaglia, X-Press2, John Digweed entre tantos outros.

Multitalentoso, o agora ex-dentista conta com 3 álbuns lançados, sendo o último “Straight Lines and Sharp Corners” de 2020, pelo famoso selo Drumcode, além de uma extensa agenda de turnês e participações em importantes festivais como Tomorrowland, Lollapalooza, Tribaltech e Creamfields – e programas de rádio transmitidos ao redor do mundo mensalmente.

Com presença confirmada no line up do primeiro evento em terras tupiniquins da gravadora Drumcode, a ser realizado em 17 de dezembro na Arca em São Paulo, Wehbba falou sobre carreira, relação com o fundador da label, Adam Beyer, e o que podemos esperar desta apresentação que promete ser histórica.

A partir de que momento a música eletrônica passou a ser parte de sua vida? Quais artistas e vertentes te inspiraram no início desse contato, tanto como ouvinte quanto como DJ e Produtor? 

A música eletrônica faz parte da minha vida desde criança, quando escutava bandas como New Order, Depeche Mode e Erasure, na rádio. Mesmo depois de estudar guitarra e focar mais em outras coisas no início dos anos 90, a paixão por música eletrônica permaneceu, e através de bandas como Nine Inch Nails, Skinny Puppy e Prodigy, pude cultivar as coisas simultaneamente, até me dedicar mais a fundo em produção, quando realmente mergulhei de cabeça na música eletrônica.

Como se iniciou a sua relação com a Drumcode? Dentre seus lançamentos na label, quais foram, até hoje, os 3 mais marcantes pra você? 

A minha relação com o Drumcode começou da maneira mais clássica, enviando demos para o selo, em um momento em que o som que estava fazendo já não encaixava mais nos selos com que eu estava trabalhando. Conhecia o Adam de passagem, e tínhamos muitos amigos em comum, e logo após enviar as primeiras demos começamos a planejar os primeiros lançamentos.

Os que mais me marcaram foram obviamente meu álbum, “Straight Lines & Sharp Corners”, lançado em 2020 (com participações de David Carretta, Thomas Gandey e do brasileiro L_ cio), o single “Eclipse”, de 2018, e meu último lançamento em Abril deste ano, “Dynamo”, que marcou meu retorno ao selo com material original desde o lançamento do meu LP pré-pandemia.

Seu mais recente lançamento foi uma collab com Adam Beyer em um remix para Luke Slater, em seu pseudônimo Planetary Assault Systems. De quem partiu a ideia e como funcionou o processo criativo?

Eu e o Adam estávamos passando uns dias no meu estúdio em Barcelona, trabalhando em algumas músicas autorais nossas, e entre uma e outra sessão, conversando sobre música e relembrando coisas do passado, tocamos no assunto da “In From The Night”, do Luke, e como foi uma música influente para nós dois. Começamos a brincar e criamos uma versão dela durante um “jam”.

O resultado ficou tão bom que resolvemos mandar para o Luke, que ficou super surpreso e adorou tanto que acabou decidindo lançar no selo dele, o lendário Mote Evolver.

Você já se apresentou em outras edições do Drumcode mundo afora, e agora a festa estreará no Brasil. Quais são suas expectativas para a noite? O que o público vai poder conferir durante o seu set?

O Live Station é meu maior xodó, e procuro fazer com que cada apresentação neste formato seja única e especial, e foi com ele que tive algumas das melhores experiências da minha carreira. Eu estava esperando a oportunidade perfeita para trazer meu Live Station para o Brasil, e fechar a festa da Drumcode na ARCA não poderia ser mais perfeito!

Desde a primeira vez que pisei na Arca e vi a magnitude desse projeto, que é cultivado com tanto carinho e dedicação por gente tão talentosa, comentei imediatamente com o Adam Beyer que seria incrível fazer a primeira festa do selo no Brasil lá. Levou um tempo, mas finalmente se concretizou e estou muito feliz de poder representar o país na gravadora e nessa festa tão especial.

Disposto a estabelecer novos padrões criativos em sua carreira, Wehbba continua aprimorando suas habilidades, experimentando sonoridades, texturas e conceitos, a fim de consolidar a sua posição como um dos grandes nomes da cena eletrônica brasileira na atualidade.

Serviço

Adam Beyer apresenta: Drumcode na ARCA

Local: Avenida Manuel Bandeira, 360, Vila Leopoldina, São Paulo/SP

Data: Sábado, 17 de dezembro de 2022

Line Up: Adam Beyer, Bart Skills, Eli Iwasa, Layton Giordani, Lilly Palmer, Wehbba

Ingressos aqui