Foto por Mauricio Jardim

Produzindo com Vibez: KOHEN dá dicas para iniciar uma produção musical

Última atualização:

Já se perguntou como começar a produzir, e se com poucos recursos é possível iniciar no mundo da produção? Por isso, convidamos Kohen para ajudar a elucidar dúvidas cruciais de quem quer iniciar ou tem curiosidade sobre o mundo da produção da música eletrônica, enquanto conta como ele mesmo passou por estes processos de aprendizagem em sua carreira.

É preciso de equipamentos além de um computador para começar a produzir música eletrônica? Exige muito investimento? Como você começou sua carreira nesse sentido?

Kohen: Não, um computador e um fone de ouvido pelo menos razoável já servem pra você produzir músicas que tenham qualidade a ponto de competir com os outros artistas do mercado!

Para começar, o investimento monetário é baixo, porém o investimento do seu tempo é alto. Com equipamentos ruins ou bons, você precisa treinar sua percepção além de outras áreas para aprimorar seu workflow! 

Claro que quando falamos de música e investimento monetário, quanto mais caro, melhor é a qualidade do equipamento, mas não é uma regra você fazer altos investimentos. 

Sendo bem sincero, eu comecei com um notebook muito fraco e um fone de ouvido razoável que eu estava usando até o ano passado (2021), fui trocando de computador enquanto conseguia fazer investimentos maiores, mas esse fone que eu usava desde o início de tudo, já serviu para fazer mix e master para artistas grandes da cena tocarem e até lançarem pro streaming.

Qual o melhor software para produzir? Em qual começar? Quais você usa? 

Kohen: Não existe o melhor, mas sim o que você se identifica mais, qual a interface lhe parece mais intuitiva! Eu comecei com o FL Studio, utilizo ele até hoje, de 2020 até agora venho usando o Ableton para manipular áudio – como corrigir vocais.  

Quais os passos para aprender a fazer uma track inteira por conta própria? 

Kohen: Precisa entender sobre arranjo, é preciso entender sobre os elementos que compõem a música, como: Kick, Clap, Lead, Bass, etc, depois você precisa exercitar sua criatividade para criar melodias e montar loops, por último precisa entender sobre as ferramentas de mixagem.

É preciso saber sobre teoria musical e composição para se fazer música eletrônica? Você se aprofundou nestes conceitos?

Kohen: Não, é bom saber teoria musical, mas não é um problema não saber, também, a repetição faz você memorizar as possíveis combinações de acordes e melodias, o que eu quero dizer é… você precisa ouvir muita música, tentar refazê-las no seu software também ajuda muito a memorizar e perceber o que soa harmônico ou não! 

Eu entendo um total de zero sobre teoria musical, já pensei em me aprofundar nesses conceitos, mas as coisas foram acontecendo e isso foi deixando de ser prioridade pra mim, os novos produtores são mais autodidatas, mas os produtores mais velhos usavam músicos para auxiliá-los nas produções, então realmente isso não é um problema, o importante é você conseguir se expressar e as pessoas conseguirem entender.

Quais as dicas mais importantes para quem está iniciando? 

Kohen: Exercite sua ansiedade, a ansiedade no início faz você tomar atitudes imprudentes, você precisa entender o lugar que você está no momento, e saber o momento certo de pedir uma collab, enviar uma promo ou qualquer outra atitude que seja um ponto entre você ter uma oportunidade ou ser ignorado. 

A tecnologia está sempre evoluindo, portanto, você nunca vai saber sobre tudo, música você não finaliza, você desiste de continuar trabalhando, então não se apegue muito em detalhes no início, vá exercitando e lançando músicas de forma independente, a fim de você poder ver a sua evolução e fixar os melhores pontos de cada música que você concluiu. 

Não se limite ao gênero que está na moda no momento, se você gosta de Trap, Tech House, Trance, seja o que for, tente produzir isso, vai te trazer bagagem, te tornar versátil e pronto para desenvolver qualquer som em qualquer circunstância.