Saindo da Curva saiba quem são Crooked Colours e conheça o seu som
Saindo da Curva saiba quem são Crooked Colours e conheça o seu som

Saindo da Curva: saiba quem são Crooked Colours e conheça o seu som

Crooked Colours é uma banda eletrônica que carrega consigo uma assinatura sonora que merece um olhar atento. Eles são conterrâneos de RÜFÜS DU SOL e guardam mais semelhanças entre o consagrado trio do que a nacionalidade australiana. Conheça mais sobre esses caras cheios de talento nesta edição do Saindo da Curva

Origem

Criada em 2014, a banda é formada pelo vocalista e produtor Phil Slabber, Leon Debaughn, outro produtor, e Liam Merrett-Park, o baterista. Cada um dos integrantes já desenhava sua própria dinâmica na música.

Liam, o baterista é filho de um professor de música, e com isso estudou, ainda menino, piano, clarinete e, claro, a bateria. Leon, que comanda a produção do trio, aprendeu, ainda no ensino médio, a tocar piano com sua mãe e logo criou amor pelos sintetizadores. Phil, por sua vez, desde muito menino já ensaiava seus cantos entre amigos e compunha suas próprias melodias.

Quando Leon e Phill foram apresentados por amigos em comum, decidiram se unir através da música e convidaram o terceiro membro, o Phill – que tinha a missão de tocar bateria no primeiro show deles, em 2013, daquela que viria a ser a Crooked Colours.

Desde a criação, a banda obteve destaque em âmbito nacional, alcançando topos de charts locais e colecionando álbuns, no qual a característica sonora do conjunto foi devidamente impressa. O ponto de virada veio em 2017, quando os australianos conseguiram lançar a música de maior relevância em termos de plays: “Flow”, que encabeçou o primeiro álbum da banda, o “Vera”.

Vera e Langata: a identidade sonora

O primeiro álbum foi lançado no meio de 2017 e com 10 músicas introduz o ouvinte a primeira longa experiência com o som da banda. Há uma homogeneidade nas músicas que preenchem o LP, que trazem consigo um ritmo dançante.

O segundo álbum mostra uma faceta um pouco mais ‘dark’ da banda – isto é, sombria – mas em mescla com a tradicional levada chill do trio, trazendo variadas sonoridades com a assinatura Crooked Colours.

Até agora, foram quase 30 músicas lançadas, sendo 20 delas, provenientes dos álbuns e contando com os remixes exclusivos da banda, por exemplo para o rapper Don Toliver. 

Ao mesmo tempo que em maior parte numa pegada chill, mais tranquila, as músicas podem acompanhar momentos dançantes ou mais intimistas, ideal para uma experiência individual ou para uma festa, graças a versatilidade que a banda alcança imprimindo sua marca. 

Há certa semelhança com o estilo proposto pelo RÜFÜS DU SOL, e até com os das dupla Bob Moses e Icarus. Algo que passeia pelo Indie Dance ao Melodic House.

Apresentações

Seguindo a linha diferenciada de bandas eletrônicas, sets memoráveis são esperados nos shows, e os meninos da Crooked Colours não desapontam. A maior parte das GIGs são pela oceania, mas eles já visitaram países europeus e os Estados Unidos para participações em eventos de música, alguns vídeos de apresentações ao vivo podem ser encontradas no YouTube da banda, aqui abaixo, um vídeo da Flow, o maior sucesso da banda.

O que eles tocam?

Indie Dance e Melodic House

Ouça suas top 3 tracks:

CONTINUE CONECTADO COM O TRIO CROOKED COLOURS: INSTAGRAM | SPOTIFY | TWITTER