Sobrevivendo ao Universo Paralello: um guia completo sobre o maior festival de trance do Brasil

Written by on 3 de setembro de 2019

Olá, meus psicodélicos tranceiros!! Prontos para mais uma aventura? Dessa vez essa será de deixar o queixo caído, pois teremos uma praia paradisíaca a nossa espera para desfrutarmos! 

Além de muita música boa, diversidade cultural, decorações maravilhosas e uma equipe de prontidão para atender a todas as suas necessidades!

Esta matéria é para vocês, aventureiros, que querem conhecer mais sobre o Universo Paralello e como sobreviver aos perrengues que os aguardam nesta terra mágica! Explicarei direitinho tudo que precisam saber e, caso tenham dúvidas, mandem uma mensagem para nós que iremos saná-las!

Como chegar

Pois então, comecemos pelo trajeto que farão até a Praia de Pratigi, localizada a uns 40 minutos da cidade de Ituberá que situa-se na Região Litoral Sul da Bahia. Haverão várias excursões com saída de suas respectivas localidades e chegada a rotatória, portanto, escolha a que melhor lhes atender e, por favor, tenham cuidado com a excursão na qual irão, pois já ouvi casos de calote por parte da empresa. Portanto, avaliem suas escolhas com bastante atenção!

Para aqueles que querem ir de avião, existem duas possibilidades, primeira com destino a Salvador e a outra a Ilhéus. Posteriormente, vocês deverão pegar um traslado até chegar na rotatória (primeira entrada do festival).

Em seguida, poderão optar por dois tipos de transporte: bugue (R$15 – 30) ou pelo caminhão pau-de-arara (R$50). Ambos os levarão para a entrada principal do festival. Vale ressaltar que, ao optarem pelo caminhão, vocês pagarão uma única taxa e terão o direito de utilizá-lo quantas vezes quiserem, diferente do bugue, que compensa somente pela praticidade de não enfrentarem tanta fila.

Hospedagem

Existem três opções de estadia: estadia na rotatória, camping público e o camping privado do Vila Mundo:

Rotatória: para aqueles que gostam de conforto, tem a opção de alugar um quarto/chalé próximo da rotatória, podendo desfrutar de um banho “cheirosinho”, uma cama quentinha e sem se preocupar com possíveis roubos, porém deverão enfrentar uma caminhada longa até seu aconchego;

Campings:

Público (incluso no valor do ingresso) – por toda a extensão do festival haverá áreas de camping disponibilizadas para o público e terão banheiros e chuveiros  espalhados para o uso. Vale ressaltar que esse tipo de estadia você deverá responsabilizar-se por todos os seus pertences, portanto, lembre-se de carregar consigo seus objetos de valor (caso não queira pagar por guarda-volumes).

Vila Mundo (camping oficial do evento) – camping exclusivo para aqueles que optarem por conforto e quiserem se hospedar dentro do evento. As vantagens são wi-fi, guarda-volumes, café-da-manhã, área de descanso com tomadas, banheiros secos e segurança 24hs, inclusos no pacote. A desvantagem está no preço, portanto, aqueles que quiserem economizar devem escolher o camping público. Saiba mais aqui.

Alimentação

Como vocês enfrentarão dias de muito sol e calor, lembre-se de se alimentar e se hidratar bastante para não ter problemas de pele, desidratação, etc. 

Vocês terão três opções: uma delas é fazer sua própria comida utilizando a cozinha comunitária disponibilizada pelo festival. Porém, não aconselho pois vocês precisarão levar utensílios, panelas e ingredientes, ou seja, terão que carregar peso extra, além de possivelmente enfrentarem filas para utilizar o espaço. Portanto, sugiro juntar uma graninha para consumirem na praça de alimentação, apesar dos preços serem um pouquinho mais altos. 

Na praça de alimentação há uma imensa variedade, desde pratos veganos, pizzas, sanduíches, lanches rápidos e, até mesmo, comida à kilo (preços que variam de 15 a 35 R$).

Caso não tenham dinheiro para consumir todos os dias na praça de alimentação, e tenham pago pelo pau-de-arara, vocês poderão ir à rotatória, pois lá os moradores instalam suas barraquinhas de comida e oferecem preços mais acessíveis como, por  exemplo, um PF por R$ 10. Existe também a possibilidade de conhecer a Vila dos pescadores onde encontrarão pescados fresquinhos para saborear.

Quanto às bebidas, a água estava R$4 e a cerveja R$6. A partir disso, estipulem então uma média de gastos para irem com tranquilidade.

Providências para garantir a diversão

Agora vamos detalhar algumas questões que deverão se preocupar para tornar sua experiência agradável e mágica!

  • Mochile-se!

Por ser um festival localizado numa área muito extensa, é muito importante que carreguem tudo que acharem necessário com vocês, pois voltar à barraca não será uma boa opção, além de garantir que seus objetos de valor estejam sempre seguros.

  • Camping 

O festival apresenta um público de aproximadamente 20 mil pessoas, portanto, seguramente, haverá neste meio pessoas com más intenções. Logo, procurem acampar em grupo. Caso esteja sozinho, busque fazer amizade com pessoas próximas de sua barraca, assim minimizará possíveis roubos por terem pessoas conhecidas próximas de vocês.

Lembrem-se sempre de fechar suas barracas com cadeado, pois até mesmo aqueles que não vieram mal intencionados poderão se sentir encorajados a furtar pela facilidade. Preocupem-se também em memorizar exatamente onde estão acampados, pois, como o festival e muito extenso, poderão passar pela situação desagradável de não acharem seu camping.

  • Luminosidade

Apesar de ter iluminação espalhada, ao anoitecer o festival escurece bastante, portanto, é recomendável que comprem uma lanterna pequena e prática para garantir sua visão a noite.

  • Filtro solar e calçado

Lembrem-se de andar sempre com um pequeno filtro solar, pois o sol da Bahia será extremamente severo. Caso sejam muito branquelos, como eu, sugiro comprar um hidratante pós-sol para usar no pós banho antes de dormir, para que sua pele descanse e recupere do sol escaldante.

Além disso, uma camiseta UV será o ideal para sua sobrevivência durante o dia. Lembrem-se de sempre estarem calçados e de levar um segundo par de chinelos, pois é impossível andar na areia descalço de dia. Aconselho andar com uma canga, pois ela será sua proteção ao caminhar no sol. 

  • Raiar do Sol 

Na praia perceberão que por volta das 6 da manha o sol já estará suficientemente quente para expulsa-los da barraca. Portanto, caso gostem de aproveitar a madrugada, aconselho utilizarem o Chill out, que além da música relaxante, há sombra e te proporciona  excepcional recuperação!

  • Roupas e acessórios

Enfrentar o sol escaldante e aquela areia que te dá impressão de que ao caminhar 1km parecem 10, lhes farão abandonar muitas coisas na volta, portanto, esqueçam seu armário e suas maquiagens, pois menos e mais!

Sugiro que levem trajes leves, de cor escura e velhos, pois com certeza irão jogar fora por conta da água de mangue que mancha suas roupas. 

  • Banho de mangue?!

É isso mesmo! Vocês com certeza perceberão no primeiro dia um mal-cheiro da água e até mesmo uma cor diferente, isso ocorre porque a água não é tratada, portanto, banhe-se de boca fechada para não ter que ir ao posto médico por intoxicação.

Sejam práticos, para maior comodidade, levem uma necessaire para colocar seu sabonete (comprem aquele líquido, pois não haverá possibilidade de cair no chão), shampoo e condicionador (comprem em lojas de 1,99 recipientes pequenos, pois ocupam menos espaço na mala) 

  • Horários de pico

Caso utilizem a cozinha comunitária ou até mesmo a praça de alimentação, lembrem-se de se programar em horários diferentes dos usuais para comer (pico entre 12-14h), pois dessa maneira evitam filas. O mesmo servirá para o banho (pico entre 7-9hr e 18-20h).

  • Dinheiro e/ou cartão?

Quanto à utilização de dinheiro e cartão, sugiro que levem um mínimo necessário em espécie. Pois, seguramente, em vários momentos e dias do evento você não conseguirá passar o cartão devido a falha no sinal. É importante dizer que lá por perto não terá bancos para sacar.

  • Wifi e tomadas? 

Haverá wifi para utilizar mediante pagamento (20R$) valendo somente por 24h, sendo disponibilizado uma senha para utilizá-lo. Porém, não é garantido que o sinal pegue, portanto, converse com algumas pessoas que já o tenham comprado para saber se está funcionando.

As tomadas também são um serviço que vocês podem pagar a parte para utilizar ou podem optar por carregar em tomadas espalhadas pelo festival. Neste caso, sugiro que levem um filtro de linha, possibilitando a utilização simultânea da mesma tomada com outras pessoas. Caso não queira, eu aconselho investirem em carregadores portáteis, muito úteis!

  • Programe-se e desfrute da beleza de um festival Trance!

Em todos os dias do festival o som estará ligado 24h e sempre recheado de maravilhosas apresentações, oficinas e palestras. Portanto, aconselho que se programem todos os dias para a sua curtição, pois vocês terão inúmeras opções, e já adianto que, provavelmente, perderão alguma atração, pois sempre haverá conflito de horários do line-up.

Maior conselho que dou para enriquecer sua experiência: optem por ouvir projetos desconhecidos, pois a oportunidade de ouvir sons diferenciados e única e exclusiva do Universo Paralello, uma vez que há projetos que possivelmente perto da sua casa vocês nunca terão a chance de ouvi-los, além de participar de palestras, oficinas e rituais que tornarão seu festival inesquecível! 

 Ah e caso tenha dúvidas do que levar para um festival, acesse essa matéria aqui. E aí, curtiram essa matéria? Estão preparados para enfrentar todos os perrengues desse festival e voltar para casa renovados e desejando reviver todos aqueles momentos incríveis pelo resto de suas vidas?! Comente aqui pra gente!

 

Tagged as

Current track

Title

Artist