#VibezIndica: Audax

Written by on 18 de julho de 2019

Sabe aquele DJ, produtor ou compositor que manda muito bem, mas que ainda está conquistando seu espaço na cena? Você acha que ele merece mais reconhecimento? Então você está no lugar certo! O #VibezIndica é novo quadro da Eletro Vibez, onde teremos um espaço de compartilhamento de artistas que merecem ser reconhecidos e ouvidos! E o escolhido para participar do décimo sexto #VibezIndica é o trio Audax. Confere aí!

Audax é um trio formado por três irmãos multi-instrumentistas que, inicialmente, trabalhavam juntos em uma banda de Pop Rock, mas que por diversas adversidades, decidiram seguir carreira na música eletrônica, que também era, e é, uma de suas paixões.

Atualmente, com aproximadamente 5 anos de projeto, André, Pedro e João Cajado têm produções voltadas para a Dance Music, com uma pitada de elementos do Rock, mas sem se prender à uma vertente específica.   

O nome do projeto tem alguma história por trás? Como se deu, e como surgiu a ideia de batizar o projeto com esse nome artístico? 

AUDAX: A ideia do nome surgiu quando ainda éramos uma banda de Rock. Na época, 12 anos atrás, o nosso baterista Mateus deu o nome depois de várias sugestões. Audax significa audacioso em latim. Como a banda chegou ao fim depois da morte de Mateus, decidimos levar o nome em sua homenagem.

Quando surgiu?

AUDAX: O Audax como projeto de Dance Music surgiu em 2014, depois de um hiato de quatro anos, porém levamos o nome desde 2007.

De onde nasceu a ideia do projeto? Vocês tiveram algum artista que inspirou para começar ou teve algum outro motivo que fez vocês entrarem nesse universo da música eletrônica?

AUDAX: Desde a nossa adolescência, ouvíamos Rock e música eletrônica. Nós três tocamos instrumentos desde essa época, sempre juntos. Produzir foi a evolução disso tudo. Foram 4 anos de hiato do Rock até a música eletrônica.

As coisas sempre aconteceram de forma muito natural e no seu devido tempo. Foi um longo caminho até chegarmos ao nosso formato atual. Hoje unimos muitos elementos do Rock nos nossos sons e nas nossas composições. 

Referências musicais e artistas que inspiram vocês?

AUDAX: Temos uma vasta gama de artistas que nos inspiram. Mas, para citar os que mais nos inspiram, ficamos entre artistas de Rock e de Dance Music.

De Rolling Stones à Chemical Brothers, de Beatles à Daft Punk e muitos outros artistas compreendidos nesses dois gêneros. Isso tanto no mainstream, como no underground.

Como vocês definiriam o som que produzem?

AUDAX: Nós não gostamos muito de rótulos. Evidentemente, nós somos um projeto de Dance Music. Mas não gostamos de nos prender às vertentes compreendidas dentro da Dance Music. Uma característica recorrente nas nossas produções são os vocais. Nós gostamos de fazer músicas que facilmente poderiam ganhar versões acústicas e outras diversas.

Como funciona o processo criativo de vocês? 

AUDAX: Nós não seguimos uma fórmula específica. Algumas músicas nascem escritas com voz e violão. Outras, nascem primeiro no software a partir de experimentações com sintetizadores e batidas para depois escrevermos letra e melodia.

Também gostamos de colaborar com compositores. Somos bem abertos quando se trata de criatividade.

Qual o setup de produção?

AUDAX:  Nós produzimos por muito tempo usando interface, computador, caixas e algum controlador digital. Hoje em dia, além de ainda termos um setup como o descrito antes em outra sala, temos algo que vai muito além.

Depois de muito trabalho e pesquisa, temos um estúdio com muito hardware analógico. Desde uma mesa de som analógica, até compressores com válvulas e sintetizadores analógicos. 

Durante o set de vocês é possível ouvir quais tipos de músicas?

AUDAX:  Além de tocarmos as nossas músicas, gostamos muito de fazer uma mescla de músicas de Rock, clássicos da Dance Music, alguma coisa de Hip Hop e, claro, músicas mais atuais que gostamos.

Cite algo que vocês amam na música eletrônica

AUDAX: O que mais amamos na música eletrônica, é exatamente a energia contagiante que ela transmite às pessoas quando o artista se conecta ao público. É como se fosse um escape para todos que estão ali, naquele momento, curtindo a música. É como se todos fossem unidos pela música independente de qualquer outro fator presente em suas vidas. 

SIGA O AUDAX POR AÍ: FACEBOOK | INSTAGRAM

Tagged as

Current track

Title

Artist