entrevista vibez indica Rennan
Na foto: Rennan via divulgação

#VibezIndica: RENNAN

Rennan é DJ e produtor natural de São Paulo, e com um som versátil ele vem conquistando a cena brasileira! Leia a matéria e conheça mais sobre a história toda neste #VibezIndica!

O que te influenciou a entrar no universo da música eletrônica?

Rennan: 
Após passar por uma forte depressão, senti que havia necessidade de fazer algo que gostasse e que ocuparia minha mente de uma forma boa. Sempre gostei de música eletrônica então pensei “porque não tentar?”

Você fez algum curso para aprender a produzir ou foi na base da força de vontade, com tutoriais de Youtube e dicas de amigos?

Rennan: Quando comecei não havia muita coisa, tanto de produção, quanto de discotecagem. Eu também não tinha uma condição financeira muito boa para fazer um curso, então realmente era bem complicado. 
Até para achar bons samples, vst’s e toda informação necessária, era muito difícil. Por isso eu acabei aprendendo muita coisa lendo o manual do programa (Ableton) em inglês. “Que faaaaaase rs”

Como e quando surgiu?

Rennan: Em 2016 quando baixei uns softwares para fazer música (sem ideia alguma do que estava fazendo). Entrei em um grupo de produção musical no Facebook onde encontrei um amigo (Sillaz) que acabou me ajudando a aprender muita coisa e até a conseguir alguns vst’s e packs. Devo muito a ele, pois minha primeira música que lancei foi com ele, e superou todas as minhas expectativas na época. Depois disso, acabamos criando um movimento junto com uma gravadora “UMB Records 2017” de onde veio uma galera muito boa como: Mochakk, Cavallieri, Haas, entre outros.

Referências musicais e artistas que te inspiram?

Rennan: Gosto muito de músicas “fora da caixa”, escuto muita coisa gringa, como: Soul, Lo-fi, Hip-hop e principalmente as músicas antigas. Eu raramente gosto de algo que acontece aqui no Brasil. 
Artistas que me inspiram, na música eletrônica: Kyle Watson, Flume, Disclosure, Lowdown e Dave Winnel.

Artista de outros gêneros: Jorja Smith, Dennis Lloyd, Kendrick Lammar, Nina Simone, Tony Anderson, Black Alien, Sabotage, Cassia Eller. 

Como você definiria o som que você produz?

Rennan: Não consigo definir um “gênero”. Hoje em dia vejo muitas pessoas discutindo ou até inventando gêneros. Eu acredito na música boa, aquela que te trás sensações, felizes ou tristes, mas não consigo rotular minha linha sonora.

Como funciona seu processo criativo?

Rennan: Geralmente ele parte de algo que me trás atenção, ou de algo diferente em que eu escuto, podendo ser um sample ou até alguma música. Aí já caio para dentro do estúdio e começo a trabalhar as possibilidades de maneira rápida. Se em pouco tempo eu não me empolgar com o que estou fazendo, eu acabo descartando o som, caso me empolgue eu trabalho as partes dos drops/breaks e depois faço a estrutura. 

Qual seu setup de produção ?

Rennan: Um Macbook 2015 de 13’ polegadas, i5 8GB de RAM e um fone de ouvido JBL 500. 

Durante seu set, é possível ouvir quais tipos de músicas?

Rennan: Geralmente eu tento trazer várias sensações durante o set, além de sentir qual a vibe da pista eu geralmente entro derrubando tudo, e depois trabalho mais as partes harmônicas, com músicas mais melódicas e dançantes.

Cite algo que você ama/admira na música eletrônica ou algo que ela mudou na sua vida?

Rennan: Sempre digo que sou uma pessoa antes e depois da música. Ela me trouxe o amor que faltava na minha vida profissional. Realmente amar o que eu faço. Ela me trouxe muitos amigos com os mesmos propósitos e ideais. 

A música também me dá liberdade de conhecer o Brasil inteiro, mas o que eu mais admiro na música eletrônica é a união que nenhum outro gênero possui.

Indique suas duas produções próprias favoritas 

Rennan: “Until Morning” além de ser meu primeiro videoclipe, em parceria com meu amigo “Nickao”, eu acho essa música muito bonita, me traz uma sensação amorosa e boa.

“Picolé de Coco” foi uma música que marcou muito uma época em que vivi há pouco tempo atrás em que me mudei para Goiás e acabou acontecendo a pandemia, foi uma época muito difícil. Além disso ela me abriu muitas portas, e foi totalmente feita de uma forma engraçada com meus amigos Douth! e Tatsch. Inaugurando a label do Abstract Festival. Obs: Acabamos ganhando patrocínio de muitos picolés de coco. (risos) 

Quais são os 3 artistas brasileiros que se assemelham ao seu estilo de produção e a galera precisa ficar de olho?

Rennan: Kubi, GUI2IN e Nickao

CONTINUE CONECTADO COM O RENNAN POR AÍ: INSTAGRAM | SPOTIFY

Kronosslot -

Casinomaxi güncel giriş

-
Betpark casino
- Cratosslot yeni giriş -
Goldenbahis giriş
- Kingbetting giriş -

mobilbahis

-
instagram şifresiz begeni hilesi
- pera-bet.com - betsat casino