vibez indica rozzen
Foto: Rozzen via divulgação

#VibezIndica: Rozzen

vibezmag

Lucas Stiw atua há mais de uma década na cena eletrônica. Renan Chesk cursou música e coleciona passagens por bandas importantes no sul do Brasil. Juntos eles formam o duo Rozzen, que você vai conhecer mais neste #VibezIndica!

O que influenciou vocês a entrarem no universo da música eletrônica? 

Stiw: Desde criança já gostava e, quando tinha uns 10 anos, um grande amigo era dono de uma balada e eu sempre quis tocar e me envolver nessa área.

Chesk: Sempre me envolvi com música pop. Nas festas era eu quem geralmente fazia a trilha sonora. Até trabalhei por um tempo numa empresa de eventos onde ficava responsável pelas músicas dos casamentos e festas de debutantes. Desde essa época, era muito fã de David Guetta e Calvin Harris, esses não faltavam na playlist. Após fazer o curso de DJ, me aprofundei mais sobre esse gênero e resolvi cair de cabeça nesse universo.

Confira o clipe da última track lançada pelo duo em parceria com Dropack e Verenese.

Vocês fizeram algum curso para aprender a produzir ou foi na base da força de vontade, com tutoriais de youtube e dicas de amigos? 

Rozzen (Stiw e Chesk): Nós somos literalmente uma mistura de todas essas opções. Investimos em muitos cursos online, levamos muito “puxão de orelha” dos amigos produtores, e uma força de vontade muito grande que nos faz querer evoluir sempre.

Como e quando surgiu? 

Rozzen (Stiw e Chesk): No final do ano de 2016, Chesk procurou pelo Stiw, que na época ainda lecionava em seu curso de discotecagem, e no decorrer do curso a amizade foi crescendo e os interesses mútuos foram se somando. Assim o projeto foi tomando forma, mas se oficializou mesmo quando decidimos participar do último remix contest idealizado pelo Avicii.

Referências musicais e artistas que inspiram vocês? 

Rozzen (Stiw e Chesk): Temos muitas referências musicais em diversos estilos. Gostamos de músicas de qualidade que tocam nossa alma. A lista de artistas que nos inspiram possui uma extensão tão grande que vai de Frank Sinatra a Swedish House Mafia.

mister ruiz

Como funciona o processo criativo de vocês?

Rozzen (Stiw e Chesk): Todas as nossas músicas fomos nós mesmos que compusemos e produzimos, geralmente a ideia nua e crua surge num violãozinho de nylon, e vamos somando com outros elementos.

Qual o setup de produção?

Rozzen (Stiw e Chesk): Gostamos muito de utilizar instrumentos orgânicos em nossas produções. Em nosso setup temos algumas guitarras, violões, controladores, piano e infinitos samples. A nossa DAW preferida é o Cubase.

Durante o set de vocês, é possível ouvir quais tipos de músicas? 

Rozzen (Stiw e Chesk): Nós procuramos sair um pouco da curva em nossos sets, sempre buscando tocar músicas diferentes do que tem rolado no Brasil. Estudamos bastante o que está sendo tocado nos principais pólos de música eletrônica no mundo. Sendo assim, nós juntamos todas essas novidades, clássicos que a gente ama, nossas músicas autorais, colocamos num liquidificador e o resultado é uma compilação de edits e mashups bem exclusivos.

Quais são os planos para 2020? 

Rozzen (Stiw e Chesk): Recentemente lançamos a nossa Label Party intitulada “LAROSA by Rozzen”, onde criamos uma atmosfera bem presente nos clubs de Ibiza para a galera do Brasil sentir um pouco de como é a vibe de uma festa com muito glamour e, claro, tem muita música nova vindo por aí!

SIGA O ROZZEN POR AÍ: FACEBOOK | INSTAGRAM