#WikiVibez: Deadmau5 e a mistura entre genialidade e muitas trollagens

Joel Zimmerman ou popularmente falando, Deadmau5 (leia-se dead mouse), é o maior nome da música eletrônica nascido no Canadá! O produtor que teve seu nome artístico escolhido após encontrar um rato morto dentro da CPU de seu computador, nasceu em 1981, e está na cena eletrônica há quase 10 anos!

Amante de tecnologia, games e softwares de computador, Joel produziu a sua primeira track em 1999, sob o alias de Halcyon441, mas só em 2004, após o incidente com o rato, é que ele adotou o nome de Deadmau5 e começou um programa de rádio intitulado “The Party Revolution”. A partir desse contato diário com a música, não demorou muito para ele lançar seu primeiro álbum, o Get Scraped, em 2005, que aos poucos foi atraindo a atenção do público, e em 2006 lançou seu segundo álbum de estúdio, intitulado como “Vexillology” pela Play Records.

Em 2007 ele resolveu criar a sua própria gravadora, a mau5trap, e logo no ano seguinte, em 2008, lançou seu terceiro álbum, em parceria com a Ultra Records nos Estados Unidos, e pela Ministry of Sound na Europa, o “Random Album Title” que incluía as atemporais tracks “Faxing Berlin”, “Not Exactly”, “Arguru” e “I Remember” em parceria com Kaskade.

Desse álbum em diante, toda a atenção da cena se voltou para o misterioso rato. E não foi atoa! Em 2009, com o lançamento do seu quarto álbum, “For Lack of a Better Name”, a sua carreira atingiu um estrondoso buzz na mídia, com as tracks “Ghosts ‘n’ Stuff” e “Strobe”, que não custou muito para entrar nos tops charts pelo mundo afora.

Os anos seguintes foram decisivos para estabelecer a sua carreira no patamar que conhecemos atualmente, pois em 2010 Joel lançou o seu quinto e um de seus mais importantes álbuns de estúdio, o “4×4=12”, com os sucessos aclamados até hoje, como: “Some Chords”, “Animal Rights” e “Sofi Needs a Ladder”. Em 2012 veio o álbum intitulado “>Album Title Goes Here<”, que teve como single as tracks “Maths” e “The Veldt”, e em 2014 lançou o álbum “While(1<2)”, com destaque para as tracks “Seeya”, “Infra Turbo Pigcart Racer” e “Phantoms Can’t Hang”.

No final de 2016, Joel lançou seu oitavo álbum intitulado como W:/2016ALBUM/, nome dado por ser o caminho para a pasta álbum em seu computador, tendo como single, as tracks “Snowcone” e “Let Go”. E no começo de 2017, lançou uma compilação de 13 tracks feitas entre 1998 a 2007, intitulada como “Stuff i used to do”, incluindo “Messages From Nowhere”, “HaxPigMeow”, “Long Walk Off a Short Pier”, and “Creep”.

Após o b2b inédito realizado com um dos mais conceituados produtores da história do techno, Richie Hawtin, durante o SXSW 2013, no Texas (ouça aqui), Joel apresentou à cena o seu projeto Testpilot em 2014, e começou a lançar techno pelo conceituadíssimo selo Plus 8. Durante um tempo o projeto ficou de lado, voltando à cena em 2017 com uma apresentação no Detroit’s Movement Festival, seguido de um set memorável no Holy Ship, além de constantes tracks em sua residência na Radio 1 da BBC.

Além de toda notoriedade conquistada por suas músicas ao longo dos anos, outro fator que fez ele se destacar na cena foram as suas apresentações ao vivo. A sua icônica cabeça de rato morto, com variações e design arrojado, e o seu próprio palco desenhado em formato de cubo futurista e com projeções devidamente sincronizadas, viraram marca registrada do Canadense.

Deadmau5 Facts:

  • Foi o próprio Joel quem desenvolveu a capa da sua primeira track, o seu logo, logo da MauTrap e, claro, a sua icônica máscara;
  • Deadmau5 foi o DJ oficial do MTV Video Music Awards de 2010 e foi eleito o MTV PUSH “artist of the week” em agosto do mesmo ano;
  • A track “Some Chords” foi tocada em um episódio da série CSI, onde Joel aparece tocando em uma pool party;
  • Deadmau5 foi nomeado 6 vezes para o Grammy Awards;
  • Em novembro de 2013, ele causou na internet após remover todas as suas músicas do SoundCloud, deixando apenas um EP com 7 tracks tocadas em piano, nesse mesmo mês ele saiu da Ultra Records e assinou com a gravadora Astralwerks;
  • Em 2014 a Walt Disney entrou com uma ação contra Joel, ao ele solicitar o registro de sua logo, alegando que sua logo se parecia muito com a imagem do Mickey Mouse, e que poderia causar confusão entre o público.
  • Em 2014, Deadmau5 foi chamado às pressas para o line-up do Ultra Miami para cobrir a ausência de Avicii, que foi hospitalizado às pressas. Durante o set, o rato aproveitou para trollar o então prodígio da cena, Martin Garrix, misturando sua música do momento com uma música infantil. Veja aqui;
  • A fama de trollador ficou mais em evidência após entrar em uma série de discussões em seu twitter com Kanye West, Afrojack e outros DJs;
  • Em dezembro de 2015 ele chocou mais uma vez os fãs, deletando suas contas no Facebook e Twitter dizendo que encerraria sua carreira como Deadmau5, mas dias depois reativou o seu Twitter para se desculpar com seus fãs, justificando que estava sofrendo de depressão e que voltaria para cena depois do ano novo.

ACOMPANHE O DEADMAU5 POR AÍ:

FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER

Faça parte do Vibez Club!
Você é apaixonado por música eletrônica? Então cadastre-se e faça parte do nosso club exclusivo de vantagens, e tenha a chance de ganhar nossos produtos, lançamentos exclusivos, ingressos e mais!