#WikiVibez: San Holo, do bass ao trap

Sander van Dijck, nascido na Holanda em 1990, músico, produtor, compositor, amante do mundo musical e DJ por excelência, é o personagem desta edição do WikiVibez. Se você achou estranho esse nome, fique tranquilo, essa será uma viagem pela carreira, pelas histórias e pelas paixões de San Holo

Começando a paixão

A base de estudos de San aconteceu na escola de música Codarts, uma reconhecida escola de artes em Roterdã, na Holanda. Ele esteve em uma especialização de produção musical e também de guitarra. Enquanto tinha aulas de violão, resolveu frequentar as de produção e se encantou com o que viu.

O caminho profissional que sucedeu a formação contou com alguns trabalhos junto à bandas, mas foi com a produção anônima, ou fantasma, que San percebeu, de fato, que a repercussão positiva de seus trabalhos era a evidência que um trabalho solo era o melhor caminho.

“Eu tinha muitas idéias para fazer música e estava cansado de sempre procurar gente para ajudar a preencher as vagas. Percebi que você é capaz de criar músicas inteiras em torno de um laptop e isso despertou meu interesse na produção. Eu nunca entrei em um clube até que minha música começasse a ser notada por pessoas querendo que eu fosse DJ.”

The Next Episode

As coisas aconteceram para esse holandês, ou pelo menos começaram a acontecer, quando um remix se tornou viral e elevou seu nome mundo afora. Foi com a música ´The Next Episode`, do lendário Dr. Dre. Para que se tenha uma ideia sobre a dimensão desse sucesso, a track tem, atualmente, mais de 207 milhões de acessos, via YouTube, no canal Trap Nation, lançada cinco anos atrás. 

Surge San Holo

Com o nome artístico, San, em 2013, lança o primeiro EP autoral, chamado “Corellia”, com cinco faixas e a primeira mostra de um estilo próprio e único para nomear suas músicas. Neste álbum, por exemplo, a última track se chama “$tupid”. 

Em outubro daquele ano, chega o EP “Demons”. Na sequência, no final de 2014, é publicado o EP “Cosmos”.

Disney na cola

A escolha de um nome artístico é fundamental na carreira de toda e qualquer pessoa que faz parte desse mundo. Sander, nosso personagem, por exemplo, não ousou tanto. Usou quase que um apelido de seu próprio nome, mas o uso de “Holo” causou um reboliço. Muito semelhante ao personagem de Star Wars, Han Solo, o DJ recebeu uma ameaça de ação judicial, por parte da Disney, pelo uso do nome, mas ele pôde seguir com o codinome cinematomusical.  

Sucesso e gravadoras

2015 

Lança “We Rise” – pela NEST, com 100 milhões de visualizações no YouTube. Na sequência, tem “Victory” e “Hold Fast” – tracks que compõe o álbum Monstercat Contact. “IMISSU” – a primeira lançada pela gigante Spinnin’ Records e por fim, “Natural Light” – remix para o Worlds Remixed, do Porter Robinson

2016

Lançou em parceria com Yellow Claw a “Alright”, através da gravadora OWSLA com a qual ele gravou mais um som e esteve presente uma coletânea de sucessos mundiais.

Esteve novamente envolvido com a Monstercat na produção e divulgação de um EP chamado “New Sky”, além de estar no álbum “Resistance”, da marca. Ainda lançou “RAW” e “Still looking”.

Fenômeno Light

Em 22 de novembro, foi lançado o single “Light“, que, logo na estreia, esteve em 38º na Billboard. Poucos dias depois, a canção subiu para o 19º lugar. Desde então, ultrapassou 100 milhões de acessos no Spotify. Em números e representatividade, “Light” foi a melhor música da carreira, ainda curta e intensa, de San. 

2017

Durante os momentos que sucederam o boom gerado por “Light”, San lançou três singles, um deles com seus próprios vocais, até a chegada do EP “The Trip”, um projeto lançado em 26 de Dezembro, que contou com cinco tracks e que também reiterou a estilização da marca Bitbird, gravadora do DJ. 

Album1 – 2018

Foram quase seis meses de suspense e teasers publicados em tom misterioso, até que em 31 de agosto daquele ano, era lançado o primeiro sabor desse trabalho, com as tracks “Worthy” e “Lift Me From The Ground”.  Poucos dias depois, é divulgado o som “Brighter Days”, com Sunshine. Em sete de Setembro, é oficialmente aberta a pré venda do álbum. Aproximava-se o lançamento – 21/09/2018. 

Como aquecimento definitivo, dias antes da data programada, San disponibiliza “Surface”, com a banda Caspian  e “Voices In My Head”, com The Nicholas.

 Horas após ser lançado, o Album1 ficou no topo do iTunes em vários países, como nos Estados Unidos e no Canadá. Ele  estreou em 7º lugar na Billboard.   

Revival

Dias antes de 2019, Holo anunciou a volta de Casilofi, seu primeiro projeto musical antes de assumir a identidade artística. Dessa forma, foi lançado o EP “Create, Create, Create”, com quatro tracks remasterizadas do projeto original. 

2019

Em fevereiro de 2019, foi lançado o single “Lead Me Back”, track que San considera a mais introspectiva da carreira.  Em junho, Holo lançou “Lost Lately”. Seguindo a fase de produção, em setembro, Holo lançou “Album1 (commentary)”, com esta grafia particular. Álbum no qual as letras falam sobre pensamentos em relação a cada single do álbum original.

Estilística

Há, reconhecidamente, músicos e DJs que apostam em uma proposta incomum para a grafia de suas músicas. San Holo está entre eles. Com muito uso de caixa baixa, elementos como parênteses, travessão e pontos, a gravadora Bitbird, de San, também se utiliza desse recurso que subverte o hábito de letras maiúsculas na primeira letra de cada palavra. Estilo é estilo. 

Prêmios

O holandês faz sucesso também entre os profissionais da área. Em 2017, San Holo foi indicado no Electronic Music Awards à categoria “Novo Artista do Ano”. Já em 2019, foi indicado no International Dance Music Awards à categoria “Artista Revelação do Ano” e venceu. 

Festivais 

Com passagens pelo mainstage do Tomorrowland, EDC e Ultra Music Festival, o histórico de San é recheado de grandes festivais e apresentações para públicos gigantes. Está efetivamente presente no mainstream da música eletrônica mundial como DJ de Trap, Future House e Future Bass. Além disso, durante seus sets, investe em uma performance diferenciada tocando guitarra alinhado às suas mixagens!

Road to Lolla 20

Essa edição do WikiVibez passeou pela história de San Holo porque em breve, teremos um encontro marcado com ele em Interlagos, São Paulo, para a próxima edição do Lollapalooza. Se você tinha alguma dúvida sobre quem ver por lá, anota aí que esse cara é mestre em fazer as melhores vibez.

Faça parte do Vibez Club!
Você é apaixonado por música eletrônica? Então cadastre-se e faça parte do nosso club exclusivo de vantagens, e tenha a chance de ganhar nossos produtos, lançamentos exclusivos, ingressos e mais!