radar vibez gravadora entrevista brazza records scaled
Na imagem, logo Brazza

Brazza Records: gravadora brasileira no #RadarVibez!

Conversamos com o idealizador da Brazza Records, que começou como um canal do YouTube e que, por seu sucesso, se tornou uma gravadora. Leia a entrevista, conheça mais sobre a sua história e confira algumas dicas infalíveis para ter sucesso ao enviar uma demo!

Quem fundou a gravadora? Quando ela foi inaugurada? O que os inspirou a criá-la?

Brazza: O Brazza foi fundada por mim mesmo (Pedro). Começamos como um canal no youtube para divulgação de músicas com o nome BrazilianBassClub em 2017; no ano seguinte, fizemos nosso primeiro lançamento (ainda como Brazilian Bass Club) e, em 2019, alteramos nosso nome para “Brazza” para não ficarmos atrelados apenas a uma subvertente. No ano atual, estamos com força total nos lançamentos atingindo ótimos números nas plataformas digitais (principalmente no Spotify).

Onde está localizada a gravadora? O que vocês têm feito para fomentar a produção musical e artistas dessa região?

Brazza: Não temos nenhuma sede no momento, todo o trabalho é realizado online. Temos ideias para eventos presenciais, porém o nosso foco no momento é 100% em lançamentos.

Vocês têm artistas-chave que gostariam de indicar para a galera acompanhar os próximos lançamentos?

Brazza: O Brazza passou por uma reestruturação recente, “dividindo” o conteúdo para uma nova divisão, a “KONTRABND”, onde o foco principal é trabalhar com slap house, então não temos no momento um artista-chave, mas já lançaram conosco Guz Zanotto, Machine Drivers, Zuffo, YZY, Shake, Jovic, João Conti, Hugo Doche, LUKA SANT, Goak, Mary Mesk, LÖST, SAVG, Newera e também artistas de fora do Brasil, como NALYRO, SENSE, Dkuul, MAZLIK. As portas estão abertas para todos os artistas que queiram lançar conosco no Brazza e também pela “KONTRABND”: não importa se você começou a produzir esse ano ou produz há mais de 10 anos, as portas estão abertas para todos!

Como é composta a equipe de vocês?

Brazza: Desde o início até hoje, a gravadora/canal é composta apenas por 1 pessoa, que sou eu (Pedro). Basicamente desempenho todas as funções dentro da gravadora: A/R, Designer, Financeiro, etc. 

Existe um som/subvertente ou uma ideologia comum que une seus lançamentos?

Brazza: No início, claro, era o Brazilian Bass, mas hoje nosso foco é em lançar músicas que todos consigam ouvir/curtir, então estamos buscando músicas que funcionem melhor para streaming. Nosso foco nunca foi o underground e em questão de estilo também não temos “limitações”. Nossa preferência é House e suas subvertentes: Deep House, Brazilian Bass, Tech House, Progressive House, Slap House, Future House.

Quais são as top tracks lançadas por vocês?

Brazza: Nosso lançamento com maior acesso é a track: Jovic – In My Head

Como destaque no geral: Guz Zanotto, Shake ft. Jovic – Lugar Melhor

Destaque nos novos lançamentos:

Hugo Doche – Haters

NALYRO x SENSE – Tuesday 

Qual é o conselho que vocês têm pra dar pra quem quer enviar uma demo para vocês?

Brazza: Enviar pelo nosso email de demos e não pelas nossas redes sociais, ir direto ao ponto, plataformas fáceis de escutar como por exemplo soundcloud ou dropbox.

Deixe algumas dicas do que um artista não deve fazer na hora de abordar uma gravadora:

Brazza: Não enviar tracks completamente inacabadas e não enviar e-mail com outras 20 gravadoras no mesmo e-mail (isso acontece com muita frequência).

Curtiu conhecer mais sobre a história e as dicas do Brazza Records? Quer ter a chance de lançar por lá? Para promos no canal do YouTube, envie sua música para promo@brazzarecords.com.br. Vale ressaltar que a label não publica tracks sem autorização dos artistas originais/gravadoras. Para lançamentos no Brazza & KONTRABND, envie sua track original para demos@brazzarecords.com.br.

CONTINUE CONECTADO COM A BRAZZA RECORDS

FACEBOOK | INSTAGRAM | YOUTUBE SPOTIFY

Revisão por Hector Lopez