gaga chromatica axwell ingrosso tchami

Descubra quais são os DJs por trás do ‘Chromatica’, novo álbum da Lady Gaga

TRACK DA SEMANA:


O tão aguardado novo álbum da Lady Gaga, Chromatica, foi lançado recentemente, incluindo tracks produzidas por Axwell, Ingrosso, Tchami, Madeon, Skrillex e muito mais.

Uma vez, alguns meses atrás, Lady Gaga anunciou os produtores com os quais estava colaborando para o álbum;  ela mencionou artistas de destaque como Skrillex, Salem Al Fakir (Vargas e Lagola) e Madeon, além de dois de nossos produtores suecos favoritos, Axwell e Ingrosso.  

A dupla que estava e segue em silêncio há meses, Axwell /\ Ingrosso, produziu a faixa “Sine From Above”, que mistura Big Room com Pop perfeitamente, e você pode definitivamente perceber o som da assinatura da dupla nela. O sintetizador cativante, o ritmo e aquela batida de cima para baixo, típica das percussões de Axwell. Se não fosse o vocal de Elton John que, em nossa opinião, não se encaixa muito bem com a vibe da música, a track poderia ser fácil uma collab incrível entre Axwell /\ Ingrosso e Lady Gaga.

Agora, Axwell não se limitou a produzir uma faixa apenas, pois está por trás de “Alice” e “Free Woman” também. Ambas as faixas têm um estilo diferente de “Sine From Above”. Em “Alice”, ele incluiu as House vibez das antigas, e “Free Woman” segue o lado melódico da House Music, com seus elementos de piano, característico do House. Confira:

Além de Axwell e Ingrosso, também há outros produtores de destaque no álbum. Começando com Madeon na música “911”, que trouxe seu som clássico, caracterizado como um eletrônico bem vibez, que você confere especialmente por volta do minuto 1:50, com essa melodia de fundo.

Burns e Bloodpop foram figuras essenciais em todo o processo criativo do álbum.  Ambos já trabalharam com Lady Gaga antes. No álbum “Joanne”, o produtor Bloodpop colaborou em quase todas as faixas, assim como em “Chromatica”. Em “Sour Candy”, é possível perceber características do Deep House que os dois produtores trazem para a track.

Outro que também já havia trabalhado antes com Lady Gaga, é o DJ e produtor francês Tchami, grande ícone do Future House. É possível perceber a influência dessa subvertente na faixa “1000 Doves”, que também contou com a co-produção de Burns e Bloodpop. Em “Babylon”, ele traz uma melodia mais soul, lembrando a década dos anos 80. Já na dançante “Rain On Me”, Tchami dá personalidade para a track com elementos do French House.

Continuando a falar de “Rain On Me”, o DJ e produtor alemão Boys Noize, conhecido por sua mesclagem de estilos do Hip-Hop ao Electro House, traz uma vibe de discoteca para a faixa, com batidas da era Disco. 

Skrillex também não ficou de fora da produção desse álbum épico, que mistura pop com eletrônica. O produtor estadunidense de trap e dubstep já havia trabalhado antes com Lady Gaga em dois remixes oficiais, “Bad Romance” e “Alejandro”. E agora esteve envolvido na produção da faixa “Plastic Doll” junto com Rice e Bloodpop. O refrão traz um sintetizador progressivo característico de Skrillex.

Não dá pra negar que “Chromatica” é um trabalho super bem feito. Com tantos nomes de peso, não era de se esperar ao contrário. O álbum traz várias características dos anos 80 e 90 e é incrível como Lady Gaga soube escolher as pessoas certas. E você, o que achou? Qual sua track preferida? Comente!