ownboss entrevista vibez indica
Na foto: Öwnboss via divulgação

#VibezIndica: ÖWNBOSS

vibezmag

Eduardo Zaniolo, 30 anos, mais conhecido como Öwnboss, é um dos nomes por trás da track “Intro”, com Vintage, Bruno Be e Ashibah que, desde 2016, vem sendo amplamente tocada pelas pistas Brasil afora. 

O sucesso do DJ é inegável e prova disso foi a sua estreia na Só Track Boa, em Floripa, além de suporte de grandes DJs como Vintage Culture, Tiësto, Nora En Pure e muitos outros grandes feitos, que você vai saber mais neste #VibezIndica!

O que te influenciou a entrar no universo da música eletrônica?

ÖWNBOSS: Sempre fui aficcionado por música. Quando tinha meus 16 anos, comecei a frequentar raves e me apaixonei por esse universo. Sempre foi um refúgio para mim a mágica que acontece nesses eventos, é algo único que só alguns conseguem entender. Nunca vou me esquecer da energia e dos bons momentos que tive assistindo sets de artistas que gostava na época, isso me marcou muito e me fez querer ser um protagonista da cena.

Você fez algum curso para aprender a produzir ou foi na base da força de vontade, com tutoriais de youtube e dicas de amigos?

ÖWNBOSS: Antigamente era muito difícil ter acesso à informação sobre produção musical e isso me motivou muito. Me dediquei muito para conseguir entender como funcionava e só comecei a trabalhar de verdade e criar tracks próprias quando conheci o produtor Bruno Be, em um estúdio, aí foi um caminho de conhecimento sem volta. 

Como e quando surgiu?

ÖWNBOSS: Sempre tive vontade de ser um artista, mas por muito tempo não tive coragem de seguir o que meu coração queria. Em 2015, quando meu pai faleceu, eu já estava tocando e um dos nossos últimos papos foi justamente dele me incentivando a persistir e a seguir com minha carreira. Esse foi o pontapé inicial para eu criar o Öwnboss, que, como o próprio nome já diz, é “ser seu próprio chefe”, no sentido de “siga seus sonhos e seja dono da sua vida”.

Referências musicais e artistas que te inspiram?

ÖWNBOSS: As referência musicais eu tiro de muitos lugares, principalmente de músicas antigas. Agora, os artistas mais me inspiram são os com quem tive a oportunidade de trabalhar e testemunhar com meus próprios olhos no estúdio: Vintage Culture, Bruno Be, Meca, Antdot, Jean Bacarreza. 

Como você definiria o som que você produz?

ÖWNBOSS: Eu sempre fui eclético, meio bipolar e muito conectado com o que acontece ao meu redor. Então, o som que eu produzo tem muito a ver com a forma com que estou me sentindo no momento. Gosto de groove e músicas good vibez, por mais que às vezes me distraia e produza músicas mais introspectivas. Meus próximos lançamentos vão certamente carimbar meu estilo, Öwnboss.

Como funciona seu processo criativo?

mister ruiz

ÖWNBOSS: Minha cabeça fica a milhão nas viagens que faço para tocar Brasil a fora. Dentro do avião ou na estrada, fico muito pensativo e escuto/assisto muitas coisas, então sempre anoto muitas ideias e referências para depois levar ao estúdio. Porém, costumo sentar e produzir, de fato, somente naqueles dias que acordo me sentindo muito bem.

Qual o seu setup de produção?

ÖWNBOSS: Divido meu estúdio com o Bruno Be, usamos um Macmini, Korg Mini Logue, Moog Sub Phatty e monitores Focal Alpha 45.

Durante seu set, é possível ouvir quais tipos de músicas?

ÖWNBOSS: Meu set é construído muito de acordo com a realidade e com as expectativas do público que vai me assistir. Como já produzi diversos estilos de som, tenho bastante material para montar um set ideal para cada situação. Mas, particularmente, gosto muito de músicas com melodias, groove e vocal. E dou preferência a elas, sempre que possível. 

Cite algo que você ama/admira na música eletrônica:

ÖWNBOSS: Música eletrônica é uma fábrica de criar bons momentos, de conectar pessoas e de cruzar destinos. É inexplicável. Todas as amizades especiais que fiz na vida foram criadas em festas de música eletrônica, e os momentos inesquecíveis também. Ela tem um poder incrível de nos fazer esquecer um pouco de nossos problemas e dificuldades, liberta e motiva a criação de um mundo melhor.

Indique suas duas produções favoritas

ÖWNBOSS: Eu gosto muito do meu remix da “No Place”, com o Vintage Culture, e a “Touch Me”, que produzi esses dias com o Alas, ela não foi lançada ainda e desde a primeira vez que toquei a energia foi surreal. É uma música que está bem próxima do caminho que vou seguir em 2020.

Quais são os planos para 2020?

ÖWNBOSS: 2020 começou repleto de planos, mas encontramos uma pandemia grave como obstáculo. Tenho usado esse tempo para me reinventar e ficar o máximo possível no estúdio, produzindo muitas músicas novas e selecionando somente as que me representam realmente como Öwnboss.

SIGA O ÖWNBOSS POR AÍ: FACEBOOK | INSTAGRAM